Acesso ao principal conteúdo
Peru/Chile

Peru retira embaixador do Chile após suspeita de espionagem

O presidente peruano, Ollanta Humala, quer explicações consistentes sobre a suspeita de espionagem do Chile.
O presidente peruano, Ollanta Humala, quer explicações consistentes sobre a suspeita de espionagem do Chile. ©Reuters.
Texto por: RFI
2 min

O Peru retirou seu embaixador do Chile em represália a uma suspeita de espionagem do país vizinho. Um comunicado do Ministério das Relações Exteriores peruano divulgado neste sábado (7) afirma que o diplomata não reassumirá o posto enquanto o governo chileno não der explicações convincentes sobre o caso.

Publicidade

O embaixador peruano Fernando Rojas Samanez foi chamado para consultas em Lima no dia 20 de fevereiro, o que na prática diplomática é considerado um sinal de crise grave. Em uma segunda nota de protesto sobre o caso, o Peru demonstra preocupação com as ações de espionagem do Chile, que vão "contra a segurança nacional e não condizem com o espírito de colaboração que deve guiar as relações entre os dois países". O governo peruano cobra explicações sobre uma investigação interna aberta pelo Chile para apurar as denúncias.

Militares da Marinha peruana teriam atuado como espiões

A crise diplomática entre os dois países começou no dia 20 de fevereiro, quando o Peru denunciou que três membros da Marinha de Guerra peruana atuaram como espiões para o Chile, de 2005 a 2012, mediante pagamento do governo chileno. Os três militares estão detidos no Peru.

No mesmo dia, o Peru chamou seu embaixador em Santiago para consultas em Lima. O Chile agiu com reciprocidade, convocando seu embaixador em Lima, e encaminhou uma nota diplomática negando as acusações de espionagem. Mas o governo peruano não considerou essa resposta satisfatória.

A imprensa peruana identificou um suspeito chileno que realizou os pagamentos aos militares peruanos. As informações estão em poder do governo peruano.

Ontem, o ministro das Relações Exteriores do Peru, Gonzalo Gutiérrez, disse esperar que o Chile processe os responsáveis chilenos envolvidos no caso.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.