Acesso ao principal conteúdo
Economias

Presidente de Angola “está a acautelar futuro da família” com nomeação da filha para a Sonangol

Áudio 07:09
Sede da Sonangol em Luanda.
Sede da Sonangol em Luanda. Wikipedia
Por: Carina Branco

Com a decisão de nomear a filha para liderar a Sonangol, a petrolífera do Estado, José Eduardo dos Santos “está a acautelar o seu futuro e o da sua família” antes de deixar o poder, considera Celso Filipe, subdirector do Jornal de Negócios. O autor do livro "O Poder Angolano em Portugal" descreve que “a Sonangol tem sido um saco sem fundo para abastecer as elites angolanas” e que “é preciso limpar a Sonangol e outras empresas públicas angolanas”.Para Celso Filipe, Angola continua a não diversificar a economia devido ao petróleo, alertando que “é óbvio que é uma sorte danada para um país ter petróleo e diamantes mas que não pode dormir à sombra destas duas bananeiras como os tempos recentes o têm mostrado”. Celso Filipe sublinhou, ainda, que “é confrangedor ver um país que é rico estar a importar bens como água, leite, legumes...”. 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.