Acesso ao principal conteúdo
Angola

Fitch anuncia perigo para a economia angolana

Agência de rating Fitch.
Agência de rating Fitch. REUTERS
Texto por: RFI
3 min

A agência de rating Fitch alega que a desistência angolana de um pedido de ajuda ao FMI (Fundo Monetário Internacional) acentua os riscos para a economia do país. A agência de notação financeira prevê que Luanda registe um défice nas transacções correntes de 13.9% em 2016, na sequência do saldo negativo de 8.7% estimado para o último ano.

Publicidade

Angola vive actualmente uma grave crise financeira com a baixa do preço do petróleo, principal produto de exportação.

A agência de notação financeira Fitch, uma das três que classificam o risco da dívida soberana de Angola, anunciou que a decisão de descontinuar as negociações com o Fundo Monetário Internacional, aumentou os riscos sobre a posição externa do país caso não estejam disponíveis recursos alternativos.

A Fitch alerta que já idendificou a situação financeira de Angola quando baixou as perspectivas da notação de rating atribuída à dívida soberana -3+- de estáveis para negativas.

Segundo a agência de notação financeira, Angola deve registar um défice nas transacções correntes de 13,3% em 2016, na sequência do saldo negativo de 8,7% estimados para o último ano e em contraste com o largo excedente registado em 2013 nas contas com o exterior do país.

Mais pormenores com o nosso correspondente, Avelino Miguel.

Correspondência de Avelino Miguel

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.