Acesso ao principal conteúdo
Angola

Polícia angolana reprime manifestação em Benguela

Polícia angolana reprime uma vez mais manifestação de jovens em Benguela e proíbe manifestação em Luanda
Polícia angolana reprime uma vez mais manifestação de jovens em Benguela e proíbe manifestação em Luanda DR
Texto por: João Matos
3 min

Uma vez mais, forças policiais angolanas reprimiram manifestação de jovens angolanos e prendeu um grande número deles, durante uma manifestação autorizada e que denunciava a nomeação de Isabel dos Santos como PCA da Sonangol.

Publicidade

Em Angola, forças policiais em Benguela, levaram a cabo, este sábado, 26 denovembro, várias prisões de  jovens reprimidos numa manifestação que tinha sido autorizada pelas autoridades locais e que tinham como objectivo deunciar a recente nomeação de Isabel dos Santos, como PCA da Sonangol, a petrolífera nacional angolana. 

Por seu lado, manifestantes pediram às autoridades autorização para manifestação idêntica em Luanda, protestando contra a inércia do Tribunal Supremo em pronunciar-se sobre uma providência cautelar interposta, em junho, por 12 advogados angolanos, contra a nomeação de Isabel dos Santos para o cargo de PCA da petrolífera angolana.

O colectivo de advogados, denunciava nepotismo na nomeação de Isabel dos Santos, filha do presidente angolano, José Eduardo dos Santos, alegando violação violação da Lei da Probidade Pública.

O pedido da manifestação em Luanda acabou por ser indeferido pelas autoridades provinciais de Luanda.

Sobre Benguela, o Movimento revolucionário de jovens de Benguela, afirmou que as autoridades de Benguela, tinham autorizada a manifestação reprimida de ontem, desde 10 de novembro, pelo que não perceberam as razões que levaram a polícia a reprimir e prender pessoas numa  "manifestação pacífica".

De Luanda, o nosso correspondente, Avelino Miguel.

Avelino Miguel, correspondente em Luanda

 

 

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.