Angola

Terminou primeira fase do recenseamento em Angola

Luanda, Angola. 2 de Junho de 2016.
Luanda, Angola. 2 de Junho de 2016. Benjamin SHEPPARD / AFP

Terminou a primeira fase do processo de actualização do registo eleitoral em Angola. A segunda fase do recenseamento arranca em Janeiro.

Publicidade

A primeira fase do processo de actualização do registo eleitoral terminou esta terça-feira, tendo começado a 25 de Agosto. De acordo com o ministério da Administração do Território, foram efectuados em todo o país seis milhões e 100 mil registos e emitidos um milhão e quatrocentos mil cartões eleitorais.

O ministro da Administração do Território apresenta, hoje, o balanço da execução desta primeira fase e as perspectivas para a segunda fase do processo que se inicia a 5 de Janeiro de 2017 e estender-se-á até 31 de Março. 

Na segunda fase, o processo vai abranger os cidadãos que vão pela primeira vez fazer o seu registo, cerca de 1,5 milhões de novos eleitores.

As próximas eleições gerais em Angola deverão realizar-se em Agosto do próximo ano.

O processo fica marcado pela polémica sobre a legitimidade do governo em liderar o registo eleitoral. Os partidos da oposição consideram que deveria ser a Comissão Nacional Eleitoral a gerir o recenseamento e não o ministério de Administração do Território. A oposição denunciou várias irregularidades na primeira fase do recenseamento.

Oiça aqui a correspondência de Avelino Miguel.

Avelino Miguel, correspondente em Luanda

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI