Angola/Portugal

Angola sem condições para visita da ministra

Rui Mangueira, ministro angolano da Justiça
Rui Mangueira, ministro angolano da Justiça portal de Angola

O ministro angolano da justiça, Rui Mangueira, afirmou hoje que a visita da sua homóloga portuguesa, Francisca Van Dunem, que devia ter começado ontem, foi cancelada por falta de condições para a sua realização, alegando esperar que ela se possa realizar noutra altura. O governante escusou-se a esclarecer quais as condições a que fazia referência.

Publicidade

"Não existem condições para a realização da visita" foi esta a reacção do ministro angolano da justiça, Rui Mangueira, para explicar o cancelamento da vista da homóloga portuguesa, Francisca Van Dunem, a Angola.

Rui Mangueira falava que aos jornalistas à margem da aprovação, na generalidade, na Assembleia Nacional, da proposta de Lei do Código Penal angolano, escusou-se a avançar mais detalhes. " Transferimos para uma outra altura e esperemos que essa visita se venha a realizar em breve", salientou.

A visita de Francisca Van Dunen que deveria ter começado ontem mas foi adiada sine die a pedido das autoridades angolanas.

Se tivesse tido lugar, a deslocação da responsável pela justiça portuguesa acontecia uma semana depois de o Ministério Público português ter acusado, entre outros, o vice-presidente de Angola e ex-presidente da Sonangol, Manuel Vicente, no âmbito da "Operação Fizz", relacionada com corrupção e branqueamento de capitais.

Até ao momento, nenhum representante do governo ou do MPLA, partido no poder, comentou esta acusação.

Rui Mangueira, ministro da Justiça de Angola

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI