Acesso ao principal conteúdo
Convidado

UE não vai observar eleições angolanas

Áudio 06:01
Palácio presidencial, em Luanda
Palácio presidencial, em Luanda LUSA
Por: Lígia ANJOS
8 min

A União Europeia anunciou que não vai enviar uma missão de observadores às eleições gerais angolanas de 23 de Agosto.Recentemente, o ministro das Relações Exteriores, Georges Chikoti, afirmou que o governo não aceitaria acordos específicos com organizações convidadas a observar as eleições gerais. A União Europeia pediu a assinatura de um memorando de entendimento prévio para a observar das eleições, mas viu o pedido negado pelo governo de AngolaAinda assim, a instituição deverá enviar uma pequena missão de peritos para estar presente em Angola durante o processo eleitoral. No entanto, não existirá relatório oficial ou declarações políticas como acontece em todas as missões de observação da União Europeia.A União Europeia foi uma das entidades convidadas pelos partidos da oposição e sociedade civil há muitos meses, o governo angolano não quis apresentar o convite mais cedo e recusou apresentar garantias padrão para os observadores como afirma a eurodeputada portuguesa Ana Gomes.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.