Acesso ao principal conteúdo
Angola

Angola: a batalha da contagem dos votos

Mesa de votação, Luanda, 23/08/17
Mesa de votação, Luanda, 23/08/17 MARCO LONGARI / AFP
Texto por: RFI
2 min

Em Angola, aguardam-se os resultados oficiais das eleições gerais. Os resultados provisórios da Comissão Nacional Eleitoral apontam uma vitória do MPLA com 61%. A oposição contesta e ameaça impugnar o escrutínio.

Publicidade

Em Angola, aguardam-se os resultados oficiais das eleições gerais do passado 23 de Agosto. Os resultados provisórios da Comissão Nacional Eleitoral apontam uma vitória do MPLA, partido no poder, com 61%. A oposição contesta dados da CNE e ameaça impugnar o escrutínio.

Na mensagem pelo 75º aniversário de José Eduardo dos Santos, que hoje se assinala, o último enquanto Presidente de Angola, ao fim de 38 anos na liderança, o MPLA volta a confirmar que venceu "convincentemente" o escrutínio da semana passada.

Declarações que surgem numa altura em que os principais partidos da oposição UNITA e coligação CASA-CE estão a fazer um escrutínio paralelo da votação e afirmam ter resultados diferentes dos dados provisórios avançados pela CNE. A oposição ameaça impugnar o escrutínio.

A UNITA pediu à CNE que "cesse a divulgação dos resultados provisórios" das eleições gerais "até que sejam sanadas as irregularidades constatadas". A reclamação foi apresentada ontem pelo mandatário do partido, Estevão Kachiungo.

A CASA CE, segunda força da oposição angolana, ameaça impugnar os resultados eleitorais segundo anunciou André Mendes de Carvalho, o vice-presidente da única coligação que disputou as eleições do passado dia 23 de Agosto.

André Mendes de Carvalho, vice-presidente CASA-CE

Por outro lado, as eleições gerais em Angola foram supervisionadas por um grupo de 149 diplomatas angolanos. O grupo que observou o pleito fala em eleições "livres, justas e credíveis".

Georges Chikoti, ministro das Relações Exteriores de Angola

O projecto Jiku é uma iniciativa da associação cívica Handeka que lançou o projecto online de monitorização do processo eleitoral angolano para receber e divulgar queixas dos eleitores e eventuais ilegalidades.

Segundo o Jiku, até ao momento foram contabilizados 300 mil votos válidos, o que representa cerca de 5% do universo de votos válidos anunciados pela CNE.

Mbanza Hamza, Jiku

Entretanto, o investigador universitário angolano Nuno Dala, um dos 17 activistas condenado a prisão pelo Tribunal de Luanda, criticou a mensagem de felicitação pela eleição enviada pelo Presidente português Marcelo Rebelo de Sousa a João Lourenço. Segundo Nuno Dala, nenhum candidato foi declarado vencedor.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.