Acesso ao principal conteúdo
Convidado

Que moldes para o congresso do MPLA?

Áudio 09:07
João Lourenço e José Eduardo dos Santos no final da reunião do Comité Central do MPLA. 03/02/2017
João Lourenço e José Eduardo dos Santos no final da reunião do Comité Central do MPLA. 03/02/2017 Ampe ROGERIO / AFP

Desde o passado fim-de-semana está oficialmente lançado o processo de preparação para a transição no seio do MPLA, partido no poder em Angola. Ao ser anunciado para Setembro um congresso extraordinário para designar o sucessor de José Eduardo dos Santos na chefia desta formação, foi também validada a candidatura única do Presidente da República, João Lourenço, para a chefia do MPLA, o figurino que tem estado sempre patente e que, do ponto de vista de certas correntes de opinião, evita os incómodos inerentes à bicefalia no poder. Questionado sobre a necessidade de se mudar os estatutos do MPLA no intuito de evitar esta bicefalia, Eugénio Costa Almeida, investigador angolano ligado ao Centro de Estudos Internacionais do Instituto Universitário de Lisboa, considera que não é preciso mudar as regras do jogo, é preciso -sim- que prevaleça o bom senso.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.