Acesso ao principal conteúdo
Região dos Grandes Lagos

Ruanda e Uganda abstêm-se de apoiar grupos rebeldes

Presidente de Uganda, Yoweri Museveni, Presidente de Angola, João Lourenço, Presidente do Ruanda, Paul Kagamé e Presidente da República Democrática do Congo, Félix Tshisekedi. Luanda, 2 de Fevereiro de 2020.
Presidente de Uganda, Yoweri Museveni, Presidente de Angola, João Lourenço, Presidente do Ruanda, Paul Kagamé e Presidente da República Democrática do Congo, Félix Tshisekedi. Luanda, 2 de Fevereiro de 2020. AMPE ROGÉRIO / LUSA
Texto por: Avelino Miguel
4 min

Os Presidentes do Uganda e do Ruanda comprometeram-se, este domingo, em Luanda, a salvaguardar a paz, estabilidade e boa vizinhança na fronteira comum e a absterem-se de apoiar, financiar e treinar grupos rebeldes para desestabilizar ambos os países.

Publicidade

A cidade de Luanda acolheu este domingo, uma Cimeira Quadripartida que reuniu os presidentes de Angola, República Democrática do Congo, Uganda e Ruanda, consagrada a questões de segurança e cooperação regional.

Patrocinada pelo Presidente Angolano, João Lourenço, a cimeira de Luanda contou com a presença dos presidentes da RDC, Félix Tshisekedi, do Ruanda, Paul Kagamé, e do Uganda, Yoweri Museveni. Em cima da mesa, a actual situação político-militar da Região dos Grandes Lagos.

Segundo uma fonte diplomática angolana, o conflito no leste do Congo Democrático e a tensão militar na fronteira entre o Uganda e o Ruanda mereceram uma profunda abordagem durante o encontro.

Com a mediação de Angola e RDC, o Uganda e o Ruanda assinaram em Agosto do ano passado, em Luanda, um memorando de entendimento para cessar o conflito entre os dois países.

De acordo com o Comunicado Final da cimeira de hoje, os presidentes do Uganda e do Ruanda comprometeram-se a salvaguardar a paz, estabilidade e boa vizinhança na fronteira comum e a absterem-se apoiar, financiar e treinar grupos rebeldes para desestabilizar ambos os países.

A cimeira também constatou progressos na implementação do memorando de entendimento de Luanda, nomeadamente o comprometimento dos Presidentes do Uganda e do Ruanda em “dar passos subsequentes para a paz, a estabilidade, a boa vizinhança e o restabelecimento da confiança mútua”.

As partes comprometeram-se, ainda, a continuar a privilegiar o diálogo entre os dois países para o desenvolvimento e o bem-estar dos seus povos.

Nesta cimeira, ficou decidida a libertação dos cidadãos de ambos os países, devidamente identificados e constantes das listas trocadas para este propósito, bem como a protecção e respeito dos direitos humanos dos seus cidadãos.

Os chefes de Estado decidiram realizar uma nova cimeira na cidade de Gatuna/Katuna, na fronteira entre o Uganda e o Ruanda, no próximo dia 21 de Fevereiro.

Reportagem de Avelino Miguel

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.