Acesso ao principal conteúdo
Angola

Empresário Bento Kangamba, em liberdade, após prisão por burla na região de Cunene em Angola

Palácio da Justiça em Luanda. Imagem de arquivo.
Palácio da Justiça em Luanda. Imagem de arquivo. AFP - SOFIA CHRISTENSEN
Texto por: Avelino Miguel
3 min

O general na reserva, Bento Kangamba, e empresário angolano próximo do antigo presidente angolano, foi solto ontem, após ter sido detido no sábado passado por suspeita de burla. Mas ele fica sujeito a termo de identidade e residência, sem possibilidade de se ausentar do país. Bento Kangamba é acusado de ter usado em proveito próprio 6 milhões de dólares que eram destinados ao financiamento de uma campanha do MPLA, partido de que é membro. 

Publicidade

A detenção do  político e empresário, Bento dos Santos Kangamba,

no último fim-de-semana, na região do Cunene, quando tentava viajar para

Namíbia, continua a marcar a actualidade angolana.

Bento Kangamba que é também general na reserva das forças armadas

angolanas, foi detido por ordens da Procuradoria Geral da República, por

ser arguido no processo que responde por indícios da prática do crime de

burla por defraudação.

Segundo a sua assessoria de imprensa, que nega a sua tentativa de fuga

para o estrangeiro, o empresário já esta em liberdade, ficando sujeito a termo

de identidade e residência e nao poderá ausentar-se do país.

Bento Kangamba é membro do Secretariado do Partido governante

da Província de Luanda e muito próximo da família do ex-Presidente

José Eduardo dos Santos.

Associado frequentemente, em negócios não transparentes, Bento

Kangamba já foi julgado no Brasil num processo de tráfico de

seres humanos, envolvendo mulheres brasileiras em redes de

prostituição em Angola.

Clique no canto superior esquerdo e oiça o nosso correspondente, em Luanda, Avelino Miguel.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.