Acesso ao principal conteúdo
Angola/Liberdade de Imprensa

Angola: PGR entregou ao governo grupo Media Nova de figuras ligadas ao regime de JES

Logótipo da televisão privada angolana TV Zimbo, que com a Rádio Mais e o jornal O País, todos do grupo privado Media Nova, entregues pela PGR ao governo a 30 de Julho, para eventual reprivatização.
Logótipo da televisão privada angolana TV Zimbo, que com a Rádio Mais e o jornal O País, todos do grupo privado Media Nova, entregues pela PGR ao governo a 30 de Julho, para eventual reprivatização. © TV Zimbo / Angola
Texto por: Avelino Miguel | RFI
3 min

No âmbito do processo de recuperação de activos criados com fundos públicos, depois de ter tomado a 30 de Julho o controlo da TV Zimbo, Rádio Mais e do jornal O País, o governo angolano assegurou que não haverá interferências na linha editorial, nem estão em risco os postos de trabalho nesses orgãos de imprensa, pertencentes ao grupo privado "Media Nova", pertencente a altas figuras do regime de José Eduardo dos Santos.

Publicidade

O monopólio do Estado na imprensa em Angola anima o debate da classe jornalística depois do Serviço Nacional de Activos da Procuradoria Geral da República, ter entregue ao Ministério das Telecomunicações, tecnologias de Informação e Comunicação Social, no passado dia 30 de Julho, a TV Zimbo,a Rádio Maise o jornal o País do grupo privado Media Nova, no quadro do combate à corrupção.

De acordo com o Ministério Público Angolano,a TV Zimbo,a Rádio Mais e o jornal o País, foram construídos com fundos públicos pelo grupo Média Nova,pertencente à altas figuras do regime de José Eduardo dos Santos, como o antigo vice-Presidente de Angola e ex-presidente da Sonangol Manuel Vicente e os generais Leopoldo "Dino" Fragoso do Nascimento e Helder Vieira Dias "Kopelipa".

O governo já garantiu, que não vai alterar as linhas editoriais dos referidos órgãos, que vão contar com comissões de gestão, com vista o seu saneamento financeiro e definir o seu futuro, que inclui a sua eventual privatização.

O Sindicato dos Jornalistas receia que o controle pelo Estado dos principais órgãos de comunicação social, ponha em causa os efeitos positivos em curso, decorrentes de uma maior liberdade de imprensa, que se regista actualmente em Angola.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.