Angola/Caso Grecima

Angola: Manuel Rabelais condenado a 14 anos e meio de prisão

Parlamento angolano suspendeu por unanimidade a imunidade do deputado do MPLA Manuel Rabelais, para que este possa responder aos crimes de que é acusado pelo Tribunal Supremo.
Parlamento angolano suspendeu por unanimidade a imunidade do deputado do MPLA Manuel Rabelais, para que este possa responder aos crimes de que é acusado pelo Tribunal Supremo. © DR

Manuel Rabelais foi esta segunda-feira condenado, pelo Tribunal Supremo de Angola, a 14 anos e seis meses de prisão pelos crimes de peculato sob forma continuada e de branqueamento de capitais. Hilário dos Santos, co-arguido no processo, foi condenado a 10 anos e seis meses de prisão pelos mesmos crimes.

Publicidade

Manuel Rabelais, ex-director do Gabinete de Revitalização e Marketing da Administração (Grecima) foi esta segunda-feira condenado, pelo Tribunal Supremo de Angola, a 14 anos e seis meses de prisão pelos crimes de peculato sob forma continuada e de branqueamento de capitais. Hilário dos Santos, assistente administrativo de Manuel Rabelais e co-arguido no processo, foi condenado a 10 anos e seis meses de prisão pelos mesmos crimes.

Daniel Modesto, juiz da causa, sublinhou que durante as audiências de julgamento os arguidos “não mostraram arrependimento”, pelo contrário, “tentaram esquivar-se de forma ardilosa dos actos ilícitos que sabiam que tinham praticado”.

Segundo a acusação, os arguidos defraudaram o Estado em mais de 22,9 mil milhões de kwanzas, sendo 4,6 mil milhões de kwanzas recebidos directamente do Orçamento Geral do Estado e 18,3 mil milhões de kwanzas das divisas recebidas do Banco Nacional de Angola.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI