Economia

Há mais de 4 milhões de desempregados em Angola

A situação económica e social em Angola tem levado jovens a protestar contra a degradação social.
A situação económica e social em Angola tem levado jovens a protestar contra a degradação social. © Francisco Paulo

Angola sofre com o flagelo do desemprego nos últimos anos e dados do Instituto Nacional de Estatística revelam que no segundo trimestre deste ano, o país atingiu a cifra de mais de quatro milhões de desempregados.

Publicidade

A taxa de desemprego, no segundo trimestre, fixou-se em 31.6%, tendo-se registado um aumento de 3,8% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Angola vive uma período de recessão económica desde 2014,agravada pela pandemia da covid-19.

O ano passado,o país registou uma taxa de desemprego de mais de 35%, afectando principalemente os mais jovens.

Entretanto, o governo iniciou a revisão pontual a Lei Geral do Trabalho, reclamada pelos sindicatos que consideram essa lei defende mais o patronato e facilita os despedimentos de trabalhadores.

Esta semana, a ministra das Finanças de Angola, Vera Daves, deu conta que a economia do país cresceu no primeiro trimestre deste ano comparativamente ao quarto trimestre de 2020, mas de forma "tímida".

Vera Daves declarou que Angola registou uma taxa de crescimento negativa, de menos 3,4%, comparativamente ao mesmo período de 2020.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI