Brasil/Portugual

Dilma diz que Brasil pode ajudar Portugal a superar crise

Presidente Dilma Roussef na chegada a Lisboa, Portugal.
Presidente Dilma Roussef na chegada a Lisboa, Portugal. Roberto Stuckert Filho/PR

A presidente do Brasil Dilma Rousseff desembarcou na manhã desta terça-feira em Portugal, para sua primeira visita ao continente europeu desde sua posse. Ela chegou a Lisboa, mas seguiu diretamente para Coimbra, onde declarou que o Brasil pode ajudar Portugal economicamente. Dilma divide os holofotes com o príncipe Charles, da Grã-Bretanha, e com o ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva que também visitam o país em plena crise econômica e política.

Publicidade

A presidente brasileira Dilma Rousseff  desembarcou esta manhã na Base Aérea de Lisboa e seguiu imediatamente de carro para Coimbra. Na sua chegada, ela disse que o Brasil pode ajudar Portugal a superar as dificuldades econômicas e financeiras que atravessa. "O Brasil poderá ajudar Portugal assim como Portugal ajudou economicamente o Brasil", afirmou Dilma sem dar mais detalhes sobre essa ajuda.

Ainda nesta terça-feira, a presidente visita a tradicional Universidade de Coimbra e o Museu Nacional Machado de Castro. O principal compromisso de Dilma na cidade acontece na quarta-feira quando ela assiste a cerimônia de entrega do título de doutor "honoris causa" ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, uma das mais antigas do mundo. Lula está em Portugal desde segunda-feira e nesta terça recebeu em Lisboa das mãos do presidente Aníbal Cavaco Silva o prêmio Norte-Sul de 2010 do Conselho da Europa que homenageia os defensores dos direitos humanos.

Crise portuguesa

Esta é a segunda viagem da presidente brasileira Dilma Rousseff ao exterior desde sua posse e a primeira à Europa. A visita a Portugal terá um caráter eminentemente político. Não há previsão de assinatura de nenhum acordo ou protocolo entre os dois países. Portugal vive uma crise política desde o último dia 23 de março. O primeiro-ministro José Sócrates renunciou em reação a não aprovação pelo Parlamento de um novo plano de austeridade visando reduzir o grande déficit público português. José Sócrates continua governando o país até a nomeação de um novo primeiro-ministro.

Os primeiros encontros de Dilma com autoridades portuguesas acontecem na tarde da quarta-feira em Lisboa. Ela se encontra com o presidente Cavaco Silva e com o primeiro-ministro demissionário José Sócrates. A presidente brasileira volta a Brasília amanhã à noite, após um jantar em sua homenagem oferecido pelo presidente português no Palácio de Belém.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI