Acesso ao principal conteúdo
Alemanha/ Brasil

Após críticas de Dilma, Merkel recebe a presidente em Hanover

Dilma propõe aliança estratégica com a Alemanha e critica políticas monetárias internacionais.
Dilma propõe aliança estratégica com a Alemanha e critica políticas monetárias internacionais. Reuters
Texto por: RFI
3 min

A presidente Dilma Rousseff inaugura hoje em Hanover, na Alemanha, a CeBit, a maior feira de tecnologia digital da Europa. O Brasil é o país homenageado do evento neste ano. Dilma fará um discurso ao lado da chanceler alemã, Angela Merkel, e do presidente da Google, Eric Schmidt. Logo depois, as duas líderes realizam uma reunião de trabalho com foco na crise econômica.

Publicidade

Dilma representa o Brasil, convidado de honra da CeBit, mas todas as atenções estarão voltadas para o jantar de trabalho entre a presidente e a chanceler alemã, que acontecerá após a abertura do evento. Poucos dias depois de Dilma ter questionado a postura dos países ricos diante da crise econômica, as duas líderes vão tratar sobre o assunto em reunião bilateral.

Na semana passada, a brasileira criticou a política monetária dos bancos centrais europeus, que injetaram bilhões de dólares no mercado para provocar mais liquidez. Dilma chamou a operação de “tsunami de dólares”. Merkel comentou que compreende as duvidas da presidente e, na sexta-feira, disse que iria explicar a ela as razões para essa injeção de dinheiro no mercado.

Além da crise, as duas também abordarão temas como a cúpula de desenvolvimento sustentável Rio+20, que será realizada no Brasil em junho, e a participação das universidades alemãs no programa brasileiro de bolsas de estudos Ciência sem Fronteiras. Amanhã, Dilma, que viaja à Alemanha com uma comitiva de cinco ministros, visita as instalações das empresas tecnológicas brasileiras que participam da feira em Hannover. O retorno ao Brasil está previsto esta terça.

Segurança digital é foco do evento

Sob o slogan "Managing Trust - Confiança e segurança no mundo digital", a CeBit deste ano tem o foco na pirataria de dados e na proteção da vida privada dos usuários da internet. A feira se encerra em 9 de março e tem como principais concorrentes na briga pelo maior evento de tecnologia o CES de Las Vegas, nos Estados Unidos, o IFA de Berlim ou o Mobile World Congress, de Barcelona.

O número de expositores aumentou 2% neste ano, passando para 4,2 mil. Empresas que haviam parado de participar retornaram ao encontro, como a Samsung e a Sharp.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.