Brasil/mensalão

Imprensa internacional considera “histórica” condenação dos réus do mensalão

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu que foi condenado no julgamento do mensalão.
O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu que foi condenado no julgamento do mensalão. Wilson Dias/ABr

A condenação dos réus ligados ao mensalão foi noticiada por diversos jornais internacionais. Para o Financial Times, é “impressionante” que políticos sejam condenados no Brasil e tenham que ir para a cadeia. O New York Times escreve que o STJ condenou José Dirceu,  uma das figuras “mais poderosas do PT, o partido no poder”.

Publicidade

O Financial Times avalia que já era bastante “surpreendente” que políticos brasileiros envolvidos no escândalo do mensalão fossem julgados pelo esquema de compra de votos de parlamentares organizado entre 2003 e 2004, mas o fato que pessoas próximas do ex-presidente Lula tenham que cumprir parte da sentença em regime fechado “é um avanço da lei e do respeito às instituições no Brasil”, avalia o diário britânico.

Para o New York Times, o fato de que um homem poderoso como José Dirceu possa passar algum tempo atrás das grades é um marco histórico em um país em que “a cultura política da impunidade em casos de corrupção tem prevalecido”, alfineta o NYT. O jornal também lembra que aliados de peso de Lula, como José Genoino, ex-presidente do Partido dos Trabalhadores, foi condenado a quase 7 anos. Marcos Valério de Souza, que foi acusado de ser o administrador financeiro do esquema, foi condenado a 40 anos e ao pagamento de uma vultosa multa.

O blog “Corruption Currents” (algo como correntes de corrupção, em português) do Wall Street Journal também resume o caso e ressalta que Dirceu terá que cumprir pelo menos um sexto da pena em regime fechado. Para ilustrar o texto, o blog coloca uma foto de Dirceu com uma roupa listrada de presidiário que é carregada por um manifestante anti-corrupção no Brasil.

Na imprensa francesa, a cobertura é mais discreta. Reproduzindo um texto da agência Reuters, o site da revista Le Nouvel Observateur destaca as condenações de Dirceu, de Genoino e do tesoureiro Delúbio Soares que foi condenado a 6 anos e 11 meses. O site do jornal Le Monde traça uma pequena trajetória de Dirceu, um ex-líder estudantil e ex-exilado político que se tornou uma espécie de primeiro-ministro informal no começo do primeiro mandato de Lula. Para o jornal, o mensalão foi o mais importante esquema de corrupção de políticos da história do Brasil.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI