Brasil/ Carne

Técnicos brasileiros discutem em Paris o caso de vaca louca no Brasil

Caso de vaca louca foi descoberto em 2010, no Paraná.
Caso de vaca louca foi descoberto em 2010, no Paraná. Flickr

Representantes do ministério brasileiro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento se encontram nessa sexta-feira em Paris com o chefe da Organização Internacional para a Saúde Animal. A comitiva está na capital francesa para discutir a descoberta de um caso de contaminação pelo mal da vaca louca no Brasil. Seis países já embargaram a importação de carne brasileira na última semana.

Publicidade

Os representantes de Brasília se encontram durante a manhã dessa sexta-feira com o diretor-geral da Organização Internacional para a Saúde Animal (OIE), Bernard Vallat, para discutir a descoberta de um caso de contaminação pelo mal da vaca louca, ocorrido no interior do Paraná. Na semana passada, Vallat afirmou que o consumo da produção brasileira não estava ameaçado e reiterou que o Brasil oferece “risco ingnificante” em relação à encefalopatia espongiforme bovina, nome científico da anomalia. O caso foi registrado em 2010, em uma vaca de uma propriedade de Sertanópolis. O animal não chegou a desenvolver a doença – em uma contaminação considerada “atípica” pelas autoridades brasileiras - e morreu aos 13 anos, por outra razão.

Dois técnicos brasileiros já estão em Paris desde quarta-feira para explicar à organização – e aos países compradores – como a ameaça foi controlada. Uma comissão da OIE vai avaliar em fevereiro se o risco relativo à produção bovina no Brasil precisará ser revisto, durante uma visita que já estava prevista ao país.

Assustados, seis países já suspenderam ou reduziram a compra de gado brasileiro: Egito, a Arábia Saudita, a Coreia do Sul, o Japão, a África do Sul e a China. Todos Os egípcios são os terceiros maiores importadores da carne produzida no Brasil, que é o vice-líder mundial no setor. Neste ano, 138 países compraram carne bovina brasileira – além do Egito, os maiores importadores são Rússia, Hong Kong e União Europeia.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI