Acesso ao principal conteúdo
Santa Maria / incêndio

Morre a 239ª vítima do incêndio em Santa Maria

Interior da boate Kiss, incediada no dia 27 de janeiro. Incêndio fez 239 mortos
Interior da boate Kiss, incediada no dia 27 de janeiro. Incêndio fez 239 mortos REUTERS/Policia Civil/Handout
Texto por: RFI
2 min

Mais uma vítima do incêndio na boate Kiss morreu na noite deste domingo (10 de fevereiro). O paciente, que não teve a identidade divulgada, estava internado no hospital Cristo Redentor, em Porto Alegre. Com isso, o número de mortos por causa da tragédia chega a 239. 

Publicidade

A Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul informou que a morte foi constatada no início da noite deste domingo, mas não revelou a identidade do homem. O incêndio na boate Kiss ocorreu na madrugada do dia 27 de janeiro em Santa Maria.

Duas semanas depois da tragédia de Santa Maria, 49 pacientes ainda seguem hospitalizados devido ao incêndio. Deste total, 13 pacientes precisam de ventilação mecânica para respirar. Além dos hospitais de Santa Maria, as vítimas são assistidas em unidades de saúde de outros municípios, como Porto Alegre, Caxias do Sul e Canoas.


Carnaval cancelado

Diante da tragédia que matou 239 jovens no incêndio da boate Kiss, as opiniões são unânimes: não há clima para Carnaval em Santa Maria. A população apoia a decisão da prefeitura da cidade, que cancelou todos as festas nos clubes e nas ruas. “O luto é bom e precisa ser vivido por aqueles que estão envoltos na dor da perda, é uma etapa a ser cumprida. Um período de transição necessário deve calçar um recomeço. Não realizar um Carnaval na cidade de Santa Maria esse ano seria, em minha opinião, respeitar esse período de profundo luto para os mais próximos e de reflexão para o país”, diz o publicitário Bruno Santiago Alface.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.