Brasil/ diplomacia

Putin chega ao Brasil para final da Copa e participar de cúpula dos Brics

No sábado à noite, Putin participou de jantar de honra oferecido pela presidente argentina, Cristina Kirchner, em Buenos Aires.
No sábado à noite, Putin participou de jantar de honra oferecido pela presidente argentina, Cristina Kirchner, em Buenos Aires. REUTERS/Mikhail Klimentyev/RIA Novosti/Kremlin

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, chega neste domingo (13) ao Brasil para assistir à final da Copa do Mundo e participar da cúpula dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), que acontece na terça e na quarta-feiras em Fortaleza. O Brasil é a terceira parada do giro latino-americano realizado pelo líder russo, que passou por Cuba e Argentina.

Publicidade

No Rio de Janeiro, Putin vai participar hoje de um almoço oferecido pela presidência do Brasil para os chefes de Estado e de Governo que viajaram ao país para a final da Copa. O presidente russo também deve realizar uma reunião bilateral com a chanceler alemã, Angela Merkel, sobre o conflito na Ucrânia.

No sábado, em Buenos Aires, Putin deu o apoio russo à posição da Argentina na questão das ilhas Malvinas, cuja soberania continua em disputa com a Grã-Bretanha. "A Rússia continua apoiando a necessidade de encontrar a solução para a disputa pelas Ilhas Malvinas, na mesa de negociações diretas entre Grã-Bretanha e Argentina", disse o presidente.

Putin fez um breve discurso durante o jantar de honra oferecido pela presidente Cristina Kirchner no Museu do Bicentenário, para coroar sua visita oficial de um dia a Buenos Aires. A Argentina é um dos "principais sócios da Rússia na América Latina", destacou Putin. Já Kirchner fez um brinde "por um mundo sem dois pesos e duas medidas, onde o Direito Internacional seja um só e aplicável em todas as partes".

Giro começou em Cuba

O presidente russo faz uma viagem de seis dias pela região, que começou em Cuba e termina no Brasil. Na terça-feira, ele participa da cúpula do grupo Brics, para a qual a Argentina foi convidada.

Na sexta-feira, Putin havia se encontrado com o ex-líder cubano Fidel Castro e o atual presidente, Raúl Castro. Não foram revelados detalhes do encontro.

Conselho de Segurança da ONU

Na semana passada, em entrevista à agência de notícias russa Itar-Tass, Putin disse apoiar o Brasil como “um candidato digno e forte” para ocupar um assento permanente do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU).

“Estou convencido de que esse País potente, crescendo de forma dinâmica, é destinado a desempenhar um papel importante na nova ordem mundial policêntrica que está em formação”, declarou Putin.

A Rússia é um dos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas, ao lado da França – que também apoia a entrada do Brasil no grupo -, os Estados Unidos, a China e a Grã-Bretanha.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI