Acesso ao principal conteúdo
Brasil/Eleições Autárquicas

Brasil: derrota de candidatos de Jair Bolsonaro e PT nas eleições autárquicas

Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, na apresentação de um programa destinado a relançar o turismo a 10/11/2020
Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, na apresentação de um programa destinado a relançar o turismo a 10/11/2020 EVARISTO SA AFP/Archivos
Texto por: Pierre Le Duff
3 min

No Brasil, o resultado da segunda volta das eleições autárquicas neste domingo, 29 de novembro, ficou marcado pela derrota dos candidatos apoiados pelo presidente Jair Bolsonaro, mas o Partido dos Trabalhadores - PT - não ganhou em nenhuma capital estadual e são os partidos do chamado "centrão" que saíram vitoriosos. 

Publicidade

Dos três candidatos apoiados por Jair Bolsonaro nas capitais estaduais, nenhum foi eleito, é como se o bolsonarismo tivesse desaparecido como movimento politico.

Mas a esquerda também sai derrotada deste escrutínio, no qual nenhum dos quinze candidatos do Partido dos Trabalhadores que disputavam a segunda volta nas capitais estaduais conseguiu ser eleito, pela primeira vez desde os anos 1980.

Candidatos de partidos tradicionais de direita e centro direita ganharam em quase todas as grandes cidades : o ex-autarca Eduardo Paes no Rio de Janeiro e Bruno Covas, reeleito em Sao Paulo com 60 % dos votos, que afirmou "São Paulo mostrou que restam poucos dias para o negacionismo e para o obscurantismo. São Paulo disse sim à democracia, disse sim à ciência".

Apesar de ter sido derrotado em São Paulo, o candidato do partido Socialismo e Liberdade, Guilherme Boulos, criou a surpresa ao obter cerca de 40% dos votos e acabou por ser a revelação deste escrutinio, representnado uma nova esperança da esquerda para as eleições presidenciais em 2022. 

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.