Cabo Verde

Monte Tchota : acusação pede pena máxima

Início do julgamento do massacre de Monte Tchota
Início do julgamento do massacre de Monte Tchota LUSA

A acusação pediu hoje pena máxima de prisão para o suspeito de 11 mortes no destacamento militar de Monte Tchota, António Manuel Ribeiro, que em tribunal pediu desculpas ao país e às famílias das vítimas.

Publicidade

Passados seis meses de 11 pessoas terem sido encontradas mortas no destacamento militar de Monte Tchota, arrancou o julgamento do suspeito autor desse massacre registado no passado 26 de Abril, na ilha de Santiago.

O julgamento é conduzido pelo Tribunal Militar e  realizado no comando da 3.ª Região Militar, situado em Achada Limpo, na Cidade da Praia.

O julgamento do soldado Manuel António Silva Ribeiro, mais conhecido por Anthany, o único suspeito do massacre do Monte Tchota começou esta manhã, no Tribunal Militar, na Cidade da Praia.

Anthany é acusado de assassinar oito soldados e três civis no destacamento de Monte Tchota. Durante o primeiro dia da audiência do julgamento ficou praticamente calado, tendo no final afirmado que nada tinha a declarar em sua defesa, apenas pediu desculpas à nação cabo-verdiana e aos familiares das vítimas.

A maior parte das pessoas, inclusive grande parte da imprensa, ficou de fora do portão de entrada, num julgamento onde não se pode registar imagens nem som.

Os familiares das vítimas que não poderam assistir ao julgamento e, por isso, estavam revoltados. A sala de audiência do Tribunal Militar tem a capacidade de receber quarenta pessoas e ficou sobrelotada muito antes do início do julgamento.

O ministro da Defesa, Luís Filipe Tavares, em declarações à rádio pública, pediu serenidade à população e garantiu que o estado vai estar sempre ao lado das famílias das 11 vítimas; "com o julgamento, as famílias vão reviver praticamente tudo. Queria dizer-lhes que o Estado de Cabo Verde estará sempre ao lado deles para os apoiar neste momento que será difícil".

Dpois do massacre de Monte Tchota, o Chefe de Estado Maior das Força Armadas, Alberto Fernandes pediu demissão, caindo depois toca a cúpula da 3ª Região Militar na cidade da Praia como nos reporta o nosso correspondente em Cabo Verde, Odair Santos.

Correspondência de Cabo Verde

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI