Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde

Forças Armadas comemoram 50 anos em Cabo Verde

Presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca
Presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca
Texto por: RFI
4 min

As Forças Armadas de Cabo Verde comemoraram este domingo o seu 50º aniversário, com um acto central na Avenida Cidade Lisboa, na cidade da Praia. As Forças Armas de Cabo Verde foram fundadas a 15 de Janeiro de 1967, em Havana, Cuba, quando um grupo de cabo-verdianos prestou juramento perante o líder histórico da Independência, Amílcar Cabral.

Publicidade

O Chefe de Estado, Jorge Carlos Fonseca, enquanto Comandante Supremo das Forças Armadas que presidiu a cerimónia sublinhando que a posição o geoestratégica, que o país ocupa, no atlântico médio traz vantagens, mas também traz grandes responsabilidades.

O Presidente lembrou que as Forças Armadas sozinhas não conseguem combater "as várias formas de ilegalidades e ameaças destes novos tempos", sublinhando  que o caminho é reforçar a cooperação internacional.

Nas comemorações dos 50 anos das Forças Armada de Cabo Verde, o Chefe de Estado Maior das Forças Armadas, Anildo Morais, lembrou o massacre de Monte Tchota, no ano passado, onde 8 militares e 3 civis foram assinados por um militar. Anildo Morais garantiu que as Forças Armadas estão a ultrapassar o momento de dor e vão honrar sempre a memória dos que foram mortos em Abril passado.

As Forças Armas de Cabo Verde foram fundadas a 15 de Janeiro de 1967, em Havana, Cuba, quando um grupo de cabo-verdianos prestou juramento perante o líder histórico da Independência, Amílcar Cabral.

O 15 de Janeiro foi instituído como Dia das Forças Armadas de Cabo Verde, em 1988, pelo então Governo do regime de partido único, que dirigiu o arquipélago durante 15 anos.

Correspondência de Odaír Santos

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.