Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde

Governo anuncia privatizações de 23 empresas até 2021 e oposição é contra

A TACV é abrangida nesta série de privatizações.
A TACV é abrangida nesta série de privatizações.
Texto por: RFI
4 min

O governo de Cabo Verde pretende reestruturar, privatizar ou concessionar 23 empresas públicas até 2021: a companhia aérea TACV e empresas ligadas aos sectores da água e energia, telecomunicações, portos, aeroportos; produção e comercialização de medicamento constam da resolução do governo publicada no Boletim Oficial.

Publicidade

Estas medidas sustentadas pelo governo sobre o imperativo de um aumento da eficiência, produtividade e competitividade da economia e das empresas, visam igualmente criar novas oportunidades de negócio, atrair o sector privado, modernizar o tecido empresarial, reduzir o peso do Estado e da dívida pública na economia. Ao defender ontem este projecto anunciado no final da semana passada, o ministro das finanças, Olavo Correia referiu que o Estado julga poder arrecadar através desta série de privatizações 90 milhões de Euros até 2021.

Na oposição, contudo, este projecto não desperta entusiasmo. António Monteiro, presidente da UCID, que é contra o programa de privatização de 23 empresas anunciado pelo governo falou em "forma pouco clara da gestão da coisa pública". Mais pormenores com Odair Santos.

Odair Santos, correspondente da RFI em Cabo Verde

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.