Cabo Verde

Orçamento do Estado’2018 aprovado em Cabo Verde

Ulisses Correia e Silva, primeiro-ministro de Cabo Verde.
Ulisses Correia e Silva, primeiro-ministro de Cabo Verde. TIMOTHY A. CLARY / AFP

O Orçamento do Estado para 2018 foi aprovado em Cabo Verde, na generalidade, com os votos favoráveis do partido no poder, o MpD.

Publicidade

A proposta de lei que aprova o Orçamento do Estado para o ano económico 2018, cotado em 61,254.8 milhões de contos, foi aprovada ontem à noite, na generalidade, com 37 votos favoráveis do MpD, no poder, 23 contra do PAICV e três abstenções da UCID.

"Um Orçamento do Estado alinhado com o plano estratégico de desenvolvimento sustentável, que vai dinamizar o sector privado e integrar o país na economia mundial", segundo o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, e que, em declarações à televisão pública, destacou a importância da aprovação do orçamento na generalidade.

Nas declarações de voto, o principal partido da oposição PAICV, que votou contra, afirma que o "Orçamento não tem rosto humano, não serve às empresas e agrava os impostos". Os deputados da UCID justificaram a abstenção classificando o Orçamento de desequilibrado e que não cria condições económicas para o desenvolvimento do país. Já para o MpD, no poder, o Orçamento vai resolver vários problemas de Cabo Verde. O Orçamento do Estado para 2018 tem um valor global de 61 milhões de contos.

Depois de dois dias de debates, Ulisses Correia e Silva disse que um ano e meio depois de regressar ao poder com vitória nas legislativas, o Movimento para Democracia (MpD), reafirmou o seu compromisso com Cabo Verde, alegando que se estão a produzir resultados e “na rota da felicidade”.

Mais pormenores com o nosso correspondente Odair Santos.

Correspondência de Odair Santos

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI