Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde

Cabo Verde rentabiliza o hub aéreo da ilha do Sal

Ilha do Sal
Ilha do Sal frmorais/Flickr
Texto por: RFI
4 min

Cabo Verde deverá receber, muito em breve, uma delegação da TAAG e da Agência de Aeronáutica Civil de Angola no âmbito de um possível acordo entre a TACV e a TAAG, no sentido de rentabilizar o hub aéreo na ilha do Sal.

Publicidade

O chefe do governo cabo-verdiano anunciou que vai contar com a contribuição de Angola para rentabilizar o hub aéreo do aeroporto da ilha do Sal, uma delegação angolana deve deslocar-se ao arquipélago neste intuito nos próximo dias.

Cabo Verde conta com Angola para rentabilizar o hub aéreo no aeroporto Internacional Amílcar Cabral na ilha do Sal.

Para isso uma delegação angolana constituída por técnicos da TAAG e da Agência de Aeronáutica Civil de Angola visita Cabo Verde, nos próximos dias. O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, em declarações à imprensa, na cidade da Praia; "estamos a dar o conteúdo à delegação angolana da Agência de Aeronáutica Civil que virá brevemente a Cabo Verde. A ideia é fazermos aqui complementaridades entre a TAAG e a TACV no sentido de aumentarmos o potencial do nosso hub da ilha do Sal e termos possibilidades de voos que permitam que aparelhos adaptados e operados pela TACV possam atingir destinos que não atingem hoje por causa das sanções".

Aos jornalistas, o chefe do governo garantiu que a parceria, entre a TAAG e a TACV vai estar operacionalizada até Novembro deste ano.

Por outro lado, Ulisses Correia e Silva afirmou que a nova marca da TACV, que agora usa comercialmente o nome Cabo Verde Airlines vai levar o nome do país a todos os pontos do mundo e promover o arquipélago como nos relata o nosso correspondente em Cabo Verde, Odair Santos.

Correspondência de Cabo Verde

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.