Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde

Cabo Verde: Morna é oficialmente património da Humanidade

Miguel Martins/RFI
Texto por: RFI
4 min

A Morna já é Património Imaterial da Humanidade. O dossier foi aprovado durante a 14ª sessão do comité inter-governamental para a salvaguarda do património cultural imaterial da UNESCO que se realiza em Bogotá na Colômbia.

Publicidade

Morna é oficialmente Património Imaterial da Humanidade. A decisão, aguardada com muita expectativa, foi recebida com muita alegria em Cabo Verde.

O Primeiro-Ministro, Ulisses Correia e Silva, saudou a classificação da Morna: “O momento esperado, e muito desejado, aconteceu. A Morna é, a partir de hoje, património imaterial da Humanidade. É um dia particularmente feliz”, concluiu.

A Morna, escrita em crioulo, ou seja, na língua nacional há pelo menos 200 anos, foi popularizada através da Cesaria Évora, Tito Paris, entre outros. Actualmente outros jovens também agarraram na Morna como Lucibela, Juary Livramento ou Cremilda Medina.

Recorde-se que Cabo Verde apresentou em Março de 2018 a candidatura da Morna a Património Imaterial da Humanidade.

Mais pormenores com o nosso correspondente, Odair Santos.

Correspondência de Odair Santos

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.