Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde

Governo admite que futuro da Cabo Verde Airlines está em risco devido ao Covid-19

Cabo Verde Airlines
Cabo Verde Airlines © Cabo Verde Airlines
Texto por: Odair Santos
3 min

Os impactos da Covid-19 poderão pôr em risco a sobrevivência da Cabo Verde Airlines, admitiu o ministro do Turismo e Transportes, Carlos Santos, numa entrevista à rádio pública cabo-verdiana durante a qual considerou ser incerto o futuro da companhia aérea nacional.  

Publicidade

Ao afirmar que no contexto de crise provocada pelo coronavirus, projecções apontam para um corte de 530 mil turistas este ano no arquipélago que pode levar à supressão de mais de 17 mil postos de trabalho no país, o ministro do Turismo e Transportes, Carlos Santos deu conta da sua preocupação com o futuro da Cabo Verde Airlines.

Carlos Santos, todavia, não deixou de referir que a companhia mantém os seus compromissos junto da Iata, junto da empresa de leasing que aluga os aviões e junto dos cerca de trezentos trabalhadores que, segundo garantiu, vão continuar a receber os salários.

O compromisso junto dos trabalhadores contudo não tem sido cumprido. Foi pelo menos o que afirmou ontem o Secretário Permanente do sindicato SITTHUR, Carlos Lopes, segundo o qual até esta quarta-feira «os trabalhadores da Cabo Verde Airlines ainda não tinham recebido os salários do passado mês de Março 2020 », o sindicalista tendo igualmente denunciado a imposição pela empresa e sem concertação prévia com os trabalhadores o gozo de férias e de folga acumuladas.

Uma situação perante a qual, o sindicalista indicou ter dirigido ontem à direcção da Cabo Verde Airlines uma carta a pedir explicações designadamente sobre os atrasos no pagamento dos salários.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.