Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde

Governo "não vai deixar cair" a Cabo Verde Airlines

Cabo Verde Airlines
Cabo Verde Airlines © https://web.facebook.com/caboverdeairlines
Texto por: RFI
2 min

O primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva garante que o seu executivo "não vai deixar cair" a transportadora aérea Cabo Verde Airlines. As declarações foram feitas durante uma entrevista, à RTP África, Ulisses Correia e Silva anunciou ainda que as ligações aéreas inter-ilhas devem ser retomadas no mês de Junho.

Publicidade

O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, considera que a Cabo Verde Airlines não é apenas uma companhia aérea.  O chefe do executivo reconhece que se trata de “um instrumento fundamental de operacionalização, de um conceito que o país quer e tem condições de desenvolver que é hub aéreo com base na ilha do Sal”.

Apesar da Cabo Verde Airlines estar a ser muito afectada pela crise provocada pela pandemia da covid-19, com voos suspensos desde 18 de Março, Ulisses Correia  Silva garantiu, em entrevista à RTP África, na cidade da Praia, que o governo enquanto accionista “não vai deixar cair” a companhia bandeira.

“O governo é ainda accionista da companhia e tudo fará para que reestruturação e relançamento da economia tenha em conta a Cabo Verde Airlines. É uma transportadora, mas é mais do que uma companhia aérea é o fator de operacionalização do hub [aéreo na ilha do Sal] e de uma parte importante da economia do país, não vamos deixar a Cabo Verde Airlines cair e vamos criar todas as condições para que possa sobreviver e continuar a funcionar”, explicou o líder do governo.

Ainda na mesma entrevista, o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva disse que as ligações aéreas inter-ilhas devem ser retomadas no próximo mês e espera que os voos internacionais de e para Cabo Verde retomem no mês de Julho.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.