Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde/Covid-19

Cabo Verde vai adquirir avião para emergências sanitárias

Cabo Verde vai adquirir um avião para evacuações de emergência e fiscalização dos seus espaços aéreo e marítimo.
Cabo Verde vai adquirir um avião para evacuações de emergência e fiscalização dos seus espaços aéreo e marítimo. © https://web.facebook.com/caboverdeairlines
Texto por: RFI | Odair Santos
2 min

Governo de Cabo Verde vai adquirir um avião para as evacuações sanitárias e fiscalização dos espaços aéreo e marítimo, no quadro do reforço das verbas para o sector da saúde, o que devido à situação geográfica do arquipélago deveria constituir uma mais valia para o país.

Publicidade

O Orçamento Rectificativo de Cabo Verde para 2020 é discutido esta quarta-feira (8/07) no parlamento, mas o vice primeiro- ministro e ministro das finanças Olavo Correia explica que a aquisição do avião para emergências sanitárias, se enquadra no reforço das verbas para o sector da saúde, definido pelo governo e que neste momento ainda se está na fase de consulta do mercado.

"aviões para evacuação sanitária e para fiscalização do espaço aéreo e do espaço marítimo, estamos ainda na consulta do mercado, o processo está em curso, pensamos que é muito importante neste quadro, que o governo tenha uma autonomia, quer em relação à evacuação sanitária, para garantirmos que as evacuações de emergência, podem ser feitas em condições de segurança, mas também para fiscalizarmos quer o espaço aéreo, com toda a nossa a nossa zona  marítima, é fundamental para o Estado...e até para gerirmos melhor a nossa soberania, que o Estado tenha essa autonomia e esses meios. Estamos a montar a operação porque pensamos que é importante para a saúde, defesa, segurança e para a soberania do Estado de Cabo Verde".

Em declarações aos jornalistas na cidade da Praia, o vice primeiro- ministro garantiu, também, que a construção de um hospital de referência para Cabo Verde, num montante de 50 milhões de euros,  vai mesmo acontecer.

Olavo Correia explicou que há um atraso no início das obras do projeto público-privado devido à pandemia da Covid-19 e admitiu que a recessão econónima provocada pela pandemia será de entre 6,8% e 8,5% e o défice orçamental de 11,4%, números que "podem ainda ser piores", dependendpo da evolução epidemiológica.

Cabo Verde já contabiliza 18 óbitos devido à pandemia de Covid-19 e 1.499 pessoas infectadas, entre as quais 726 recuperaram e 755 casos activos.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.