Economias

Cabo Verde/Covid-19: guias turísticos "desamparados" em sufoco económico

Áudio 06:30
Monte Cara, na ilha de São Vicente, Cabo Verde, onde os cerca de mil guias turísticos estão sem emprego desde Março, devido à pandemia da Covid-19 e sairam às ruas em três ilhas a 31 de Agosto, reclamando subsídios ao governo.
Monte Cara, na ilha de São Vicente, Cabo Verde, onde os cerca de mil guias turísticos estão sem emprego desde Março, devido à pandemia da Covid-19 e sairam às ruas em três ilhas a 31 de Agosto, reclamando subsídios ao governo. DANIEL SLIM / AFP

Em Cabo Verde o turismo, pedra basilar da economia, que representa 25% do PIB, é fortemente afectado pela pandemia da Covid-19.Os cerca de 1000  guias turisticos estão praticamente sem emprego desde Março e organizaram pela primeira vez uma manifestaçao colectiva em 3 ilhas a 31 de Agosto, para reclamar subsidios, recusando o que consideram chantagem do governo, que os quer obrigar a frequentar uma formação paga de três meses, "apenas para distrair", considera Sónia Ferro, guia turística em S. Vicente há 20 anos, que começa por dizer que a classe se sente "desamparada" e apela o governo à "sensatez".