Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde

Polémica em torno do preço dos testes PCR em Cabo Verde

Teste PCR.
Teste PCR. © AFP/File
Texto por: Odair Santos
3 min

São várias as vozes a criticar o preço máximo fixado de 14 mil escudos, cerca de 127 euros, para a realização do teste de despiste à covid-19 para viagens internacionais.

Publicidade

As críticas juntou a terceira força política no parlamento, a UCID, que através do seu presidente, António Monteiro, classificou de exagerado o valor para um teste PCR para viajantes e pediu ao Governo para reanalisar o caso e evitar uma machadada no turismo.

Entretanto, o presidente da Entidade Reguladora Independente para a Saúde, ERIS, Eduardo Tavares, esclarece que o preço máximo do teste PCR em Cabo Verde fica aquém do praticado noutros países e o teste adoptado pelo arquipélago pertence ao padrão Ouro da OMS: “O teste adoptado por Cabo Verde pertence ao padrão Ouro da OMS, que faz a pesquisa de três Ns para identificação do vírus, que é diferente do teste feito em Portugal onde apenas é identificado um vírus, e que não é padrão Ouro da OMS, daí a diferença dos preços”.

Eduardo Tavares, disse ainda que, em Portugal, a maioria dos testes realizados têm o custo em torno de 110 euros, cerca de 12 mil escudos, “mas se formos fazer uma equiparação em termos de testes realizados pelo Instituto Nacional da Saúde Pública Ricardo Jorge, em Portugal, para um teste equiparável ao realizado em Cabo Verde, o preço cobrado pela Instituto é de 254 euros, praticamente 28 mil escudos”.

Até quarta-feira, um dia antes da entrada em vigor do regulamento da ERIS, os testes eram gratuitos para todos. Os cidadãos pagam mil escudos nas Delegacias de Saúde para a Declaração Sanitária.

São isentos de pagamento de teste PCR, para despiste da Covid-19, os técnicos acompanhantes, os estudantes que têm de prosseguir estudos no estrangeiro e crianças menores de 12 anos de idade. Segundo o Governo, todos aqueles que têm que viajar devido ao trabalho, a entidade empregadora pagará o seu teste”.

A Entidade Reguladora Independente para a Saúde avança que está a ultimar uma deliberação que estabelece os requisitos que deverão ser observados pelos Laboratórios e Clínicas privadas na realização de testes PCR.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.