Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde

Cabo Verde: FMI prevê um crescimento da economia de 4,5%

Cidade da Praia, Cabo Verde.
Cidade da Praia, Cabo Verde. © AFP - JOHN WESSELS
Texto por: Odair Santos
5 min

O Fundo Monetário Internacional - FMI - prevê que a economia de Cabo Verde vai crescer 4,5%, no próximo ano, em 2021. O Governo cabo-verdiano afirma que depende da evolução da pandemia de Covid-19.

Publicidade

Apesar do encerramento das fronteiras, que parou o turismo em Cabo Verde, o Fundo Monetário Internacional estima que o arquipélago será o primeiro país lusófono em África a sair da recessão provocada pela pandemia de Covid-19. O FMI prevê que a economia cabo-verdiana vai crescer 4,5%, no próximo ano, em 2021.

O vice-primeiro-ministro e ministro das finanças, Olavo Correia, em declarações à rádio pública cabo-verdiana, disse que as projecções do FMI sobre a economia de Cabo Verde são um  sinal de confiança no país, mas segundo, Olavo Correia, o crescimento previsto vai depender da evolução da pandemia.

«Esta evolução se continuar com a tendência actual, seguramente que a retoma será muito mais tarde e muito mais lenta. Se a vacina for descoberta rapidamente [..] favorece para iniciar rapidamente o processo de retoma. A mensagem é de confiança», afirmou o vice-primeiro-ministro e ministro das finanças, Olavo Correia.

Recorde-se que a pandemia de Covid-19 provocou a morte de 94 pessoas no país, sendo que, num total acumulado, 8 198 foram infectadas.

Mais pormenores com o nosso correspondente, Odair Santos.

Correspondência de Odair Santos 24-10-2020

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.