Cabo Verde

Novo governador do Banco de Cabo Verde desvaloriza críticas

Óscar Santos, governador do Banco de Cabo Verde
Óscar Santos, governador do Banco de Cabo Verde © Facebook Primeiro-Ministro, José Ulisses Correia e Silva
Texto por: Odair Santos
3 min

O novo governador do Banco de Cabo Verde desvaloriza as críticas dos partidos da oposição e garante que quer ser parte da solução. Óscar Santos diz-se “focado em assegurar que o Banco de Cabo Verde cumpra com elevada qualidade a sua missão”. 

Publicidade

Após as críticas de nepotismo e partidarização feitas pela oposição que se posicionou contra a nomeação do ex-presidente da Câmara Municipal da Praia para governador do Banco de Cabo Verde, Óscar Santos foi empossado esta sexta-feira no cargo e desvalorizou as críticas.

Não sou uma pessoa para me distrair com ‘faits divers’ ou ainda com factos e incidentes sem especial relevância na conjuntura”, disse Óscar Santos.

O ex-autarca da cidade da Praia que falhou a reeleição em Outubro passado, agora como governador do banco central afirmou que a instituição deve ser parte da solução na actual conjuntura económica.

O Banco de Cabo Verde deve fazer sempre parte da solução e nunca constituir-se numa parte do problema. É o que podemos prometer ao Governo, a todos as autoridades e à sociedade em geral. Cumprir com rigor as leis da República, exercer o cargo com elevado sentido de serviço público e prestar toda a colaboração necessária com maior lisura, transparência e lealdade” garantiu, o novo governador do BCV. 

Além de Óscar Santos, que ocupa o cargo de governador, entram no Banco de Cabo Verde para os lugares de administradores: António Varela Semedo, Maria Tereza Lopes da Luz Henriques e Elias da Veiga Pereira.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI