Mundo

Reforma de Hong Kong na mesa da Assembleia nacional popular chinesa

Reforma de Hong Kong na mesa da Assembleia nacional popular chinesa
Reforma de Hong Kong na mesa da Assembleia nacional popular chinesa REUTERS - CARLOS GARCIA RAWLINS

Começou hoje na China a reunião de uma semana do parlamento, a Assembleia nacional popular. O cônclave fica, desde já marcado, por projectos de reforma visando a região administrativa especial de Hong Kong.

Publicidade

A China apresentar por ocasião da abertura hoje da sessão anual da Assembleia nacional popular uma reforma do sistema eleitoral de Hong Kong, para reforçar assim a sua hegemonia sobre esta antiga região britânica que vem tendo um estatuto especial.

Deste modo Pequim, está a demonstrar ao mundo que estará impávido às críticas e que reduzirá o peso dos pró-democratas no Parlamento de Hong Kong.

Esta reforma será um duro golpe para os defensores da democracia, em Hong Kong e depois no Ocidente. 

Aliás, por cá, a União europeia, já denunciou o projecto de reforma do sistema eleitoral chinês para Hong Kong, que infringe os compromissos assumidos por Pequim na altura da retrocessão britânica e que preservaria o estatututo semi-autónomo da cidade. 

Pelo contrário a  nova estratégia, reforça cada vez mais a hegemonia autoritária da China sobre Hong Kong.

Pequim envia sinais ao mundo que manda em Hong Kong

"Uma tal reforma pode ter consequências negativas importantes para os princípios democráticos e os representantes democraticamente eleitos em Hong Kong", lê-se num comunicado da União europeia.

Mais, o comunicado, acrescenta que "a reforma vai contra as precedentes reformas eleitorais em Hong Kong, anulando todos os compromissos adoptados". 

Assim a União europeia avisa Pequim que está pronta para adoptar medidas suplementares caso haja uma deterioração das liberdades políticas e dos direitos humanos em Hong Kong.

De notar que as eleições legislativas que estavam previstas para 2020 em Hong Kong foram adiadas e poderão ocorrer em setembro de 2022, tempo para a China terminar a sua estratégia para aquele território. 

Reunião da Assembleia nacional popular da China

 

 

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI