#Cabo Verde/ Legislativas

Cabo Verde: CNE pede participação massiva nas urnas

Maria do Rosário Pereira Gonçalves, presidente da Comissão Nacional de Eleições. 17 de Abril de 2021.
Maria do Rosário Pereira Gonçalves, presidente da Comissão Nacional de Eleições. 17 de Abril de 2021. © Carina Branco/RFI

A presidente da Comissão Nacional de Eleições, Maria do Rosário Pereira Gonçalves, apelou este sábado a uma participação massiva dos eleitores nas eleições legislativas deste domingo em Cabo Verde.

Publicidade

Em conferência de imprensa, a presidente da Comissão Nacional de Eleições, Maria do Rosário Pereira Gonçalves, pediu aos eleitores para irem massivamente às urnas nas eleições legislativas deste domingo.

A Comissão Nacional de Eleições apela a uma participação massiva, ordeira, pacífica, como já estamos habituados”, afirmou a presidente da CNE, na sede da instituição, na cidade da Praia.

Maria do Rosário Pereira Gonçalves indicou que “todo o processo decorreu dentro da normalidade, não obstante os constrangimentos ligados à pandemia”. Todo o material chegou às mesas de voto no território nacional e a outros 21 países.

Presidente da Comissão Nacional de Eleições de Cabo Verde, Maria do Rosário Pereira Gonçalves

Em Cabo Verde, este sábado é dia de reflexão para os quase 393 mil eleitores recenseados nas ilhas e na diáspora, que domingo vão eleger os 72 deputados do parlamento. Seis partidos estão em liça no escrutínio de amanhã: MpD, no poder desde 2016, PAICV, UCID, PTS, PSD e PP.

O número máximo de eleitores por mesa foi fixado em 350 eleitores, para o território nacional. Para garantir a segurança e protecção dos membros das mesas das assembleias de voto foram disponibilizados equipamentos de proteção individual, como máscara cirúrgica, viseira e luvas e é obrigatório o seu uso durante o acto eleitoral.

Aos eleitores é pedido para respeitar o distanciamento social mínimo de 1,5 metros nas filas junto às mesas e à entrada é disponibilizado álcool gel para higienização das mãos e máscaras para quem não tiver. Os eleitores dos grupos de risco, nomeadamente idosos e doentes crónicos, são prioritários nas filas. Está, ainda, proibida a venda de bebidas alcoólicas nas imediações das assembleias de voto para evitar aglomerações e será proibido o estacionamento de viaturas em frente às assembleias.

Este domingo, as assembleias de voto em Cabo Verde abrem às 07:00 horas locais e a admissão de eleitores vai fazer-se até às 18:00.

Para estas eleições, Cabo Verde tem um total de 392.993 eleitores distribuídos no território nacional e na diáspora em 1481 mesas de voto. Desses, 340.241 eleitores estão no território nacional, que conta com 1245 mesas, e 52.752 votam em 236 mesas de outros 21 países.

Este ano, devido às restrições de viagens, as eleições vão contar com cerca de 60 observadores internacionais em vez da centena que estava prevista. A delegação da União Africana deveria ter chegado esta quinta-feira, mas houve um problema com uma viagem e já não vêm. 

Na corrida eleitoral estão seis partidos - MpD, PAICV, UCID, PTS, PSD e PP – para eleger 72 deputados em 13 círculos eleitorais: dez no país e três na diáspora. MpD, PAICV e UCID concorrem em todos os círculos eleitorais; PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista, África, América, Europa e o resto do mundo); PTS em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, São Vicente, África, América, Europa e o resto do mundo) e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, África e América).

As listas contam com 597 candidatos, começando com 15, entre efetivos e suplentes, no círculo eleitoral da ilha do Maio, até aos 168 em Santiago Sul, que inclui a capital, a cidade da Praia.

Além das eleições legislativas deste domingo, Cabo Verde realiza eleições presidenciais em 17 de Outubro.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI