justiça

Deputado cabo-verdiano em prisão preventiva

Imagem de ilustração da Justiça.
Imagem de ilustração da Justiça. AFP - ASHRAF SHAZLY

O advogado e deputado da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID), Amadeu Oliveira que ajudou na fuga do arguido franco-cabo-verdiano, Arlindo Teixeira, fica em prisão preventiva. A medida é decretada pelo Tribunal da Relação do Barlavento, mas não agrada à defesa que  vai apresentar recurso.

Publicidade

A advogada de defesa, Zuleica Cruz, disse que vai “lançar mãos a todas as garantias de defesa que a lei coloca ao dispor do arguido (…) para repor a justiça”.

Após conhecer a medida de coação aplicada ao deputado da UCID, o presidente da UCID, António Monteiro, disse que Amadeu Oliveira vai ser substituído no parlamento e que, apesar de não concordar com a atitude do advogado e deputado, esperava que a justiça analisasse a fundo as razões que levaram Amadeu Oliveira a ajudar na fuga dum arguido.

“A expectativa é que perante um cidadão que luta por uma melhor justiça em Cabo Verde não fosse preso antes de se analisar a fundo as razões que o levaram a tomar tal medida, independentemente de eu, pessoalmente, não concordar com a forma como ele atuou”, disse o presidente da UCID, António Monteiro.

Oiça aqui a correspondência de Odair Santos.

Correspondência de Odair Santos, 21/7/2021

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI