Acesso ao principal conteúdo
Cinema/Strauss-Kahn

Gérard Depardieu será Strauss-Kahn no cinema

Dominique Strauss-Kahn e sua mulher Anne Sinclair
Dominique Strauss-Kahn e sua mulher Anne Sinclair REUTERS/Shannon Stapleton
Texto por: Patricia Moribe
2 min

O diretor americano Abel Ferrara confirmou nesta segunda-feira, ao jornal francês Le Monde, que vai rodar um filme sobre o escândalo DSK, no qual o então chefe do FMI, Dominique Strauss-Kahn foi acusado de ter estuprado uma camareira em Nova York. Ele será vivido por Gérard Depardieu.

Publicidade

A atriz Isabelle Adjani foi escalada para viver a jornalista Anne Sinclair, mulher de DSK, como Strauss-Kahn é conhecido na França. Ferrara informou que as filmagens serão realizadas em Paris, Washington e Nova York. “São os locais do poder e é um filme sobre os ricos e poderosos”. O projeto do filme, que a produtora Wild Bunch ainda não confirma, já vem sendo especulado há meses, desde novembro.

Em maio do ano passado, Strauss-Kahn, então na direção do Fundo Monetário Internacional, foi preso num avião em Nova York, quando embarcava para Paris, acusado de tentativa de estupro. A novela, com um embate de advogados dos dois lados, durou meses, até o arquivamento do caso, diante da falta de provas. Mas o escândalo afetou permanentemente a carreira de DSK, na época favorito para conquistar a indicação socialista para disputar a presidência contra Nicolas Sarkozy.

O diretor disse que o roteiro já está pronto, escrito a partir do que a imprensa publicou e também de material de fontes próprias. “Tenho os meus próprios detetives”, diz Ferrara. O diretor encontrou-se com Gérard Depardieu em Deauville (noroeste da França), em setembro. “Ele é genial, é tudo o que um cineasta pode esperar de um ator”, afirma o diretor.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.