Acesso ao principal conteúdo
Aids/Adolescentes

OMS alerta para aumento de soropositivos adolescentes

Manifestação de estudantes contra a Aids, na Tailândia, em 2011.
Manifestação de estudantes contra a Aids, na Tailândia, em 2011. Reuters/Chaiwat Subprasom
2 min

O número de adolescentes portadores do vírus da Aids ultrapassou dois milhões em 2013 – um aumento de 33% desde 2001, segundo a Organização Mundial da Saúde, que acabou de anunciar novas linhas diretrizes sobre o HIV e os adolescentes. As recomendações serão publicadas na véspera da Jornada Mundial contra a Aids, no próximo dia 1° de dezembro.

Publicidade

De acordo com a OMS, “2,1 milhões de adolescentes, com idades entre 10 e 19 anos, vivem com o HIV e muitos não recebem o tratamento e apoio necessários para se manter em boa saúde e impedir a transmissão”. Uma das consequências, alerta a organização, é o aumento da taxa de mortalidade nessa faixa etária, que aumentou em 50% entre 2005 e 2012, enquanto abaixou em 30% entre a população adulta.

Em 2005, 70 mil adolescentes no mundo morreram de Aids. Em 2012 o número subiu para 104 mil. O ano de 2005 foi um ano de grande mortalidade entre os adultos, com cerca de 2,3 milhões de óbitos. Esse número caiu para 1,6 milhões em 2012.

As novas recomendações da OMS referem-se pela primeira vez a adolescentes aidéticos e a jovens considerados no grupo de risco. Os atores políticos e sociais de países com esse problema são estimulados a criar programas especialmente destinados a adolescentes.

Dos dois milhões ou mais de adolescentes hoje atingidos pela Aids, apenas uma minoria recebe tratamento. A grande maioria são adolescentes da África subsaariana ou Ásia.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.