Copa do Mundo

Holanda vence por 2 a 1 e Brasil está fora do Mundial

Torcida brasileira, África do Sul.
Torcida brasileira, África do Sul. Reuters

A menos de 10 minutos do primeiro tempo, Robinho marca o primeiro gol contra a Holanda, que reage e empata no segundo tempo. Pouco depois, holandeses reagem e  marcam segundo. Para complicar a situação, Felipe Melo é expulso e Brasil enterra o sonho do sexto título.

Publicidade

ade Elcio Ramalho, enviado especial à Porto Elisabeth,

Aconteceu aquilo que todos temiam. O Brasil está fora do Mundial e perdeu da Holanda por 2 a 1. A menos de 10 minutos do primeiro tempo, Robinho marcou o primeiro gol contra os holandeses e deixou os brasileiros na esperança de que a vitória viria facilmente. Os holandeses viraram o jogo no segundo tempo em 1 a 1 e reagiram marcando um segundo gol. Para complicar a situação, Felipe Melo foi expulso.

Reclamações

Como o Brasil enfrentou os holandeses após três dias de descanso, Dunga reclamou que o tempo de descanso é curto comparado com o de outras seleções como a Argentina e a Alemanha que terão 5 dias de preparação antes de se enfrentarem, no domingo.

"É lógico que tendo mais tempo para recuperar é melhor, mas já se sabia desse calendário e a gente tentou se preparar da melhor maneira possível", disse o resignado treinador. Mas não é isso que o que mais incomoda. O estado do gramado, muito criticado pelos buracos, pode comprometer o desempenho de duas equipes que são bastante técnicas, disse ele.

Dunga concordou que o duelo entre as duas equipes teve ares de final de Copa do Mundo . "São duas que tentam jogar. Tem jogadores de qualidade técnica, fazem aquilo que todos nós gostamos que é o drible, arriscar jogada, criatividade, tentar sempre o gol e buscar vencer. Quando se joga com duas equipes dessa forma, o espetáculo sempre fica bom", afirmou.

O treinador brasileiro também comparou o talento dos jogadores holandeses com o dos sul-americanos e elogiou o craque da equipe, Arjen Robben, que segundo ele, é decisivo e pode complicar a vida da seleção."É lógico que (Robben) faz a diferença. É um jogador técnico, basta ver os últimos jogos dele pelo Bayern (de Munique). Um jogador decisivo sempre faz a diferença".

Brasileiros e holandeses já se enfrentaram 3 vezes em Copas do Mundo. Em 1974, o time conhecido como Laranja Mecânica, eliminou o Brasil. Já nas Copas de 94, nos Estados Unidos e 98, na França, a seleção brasileira mandou a Holanda de volta para casa mais cedo.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI