Copa do Mundo

Lula lança campanha de divulgação da Copa de 2014 e alerta turistas para riscos

O presidente brasileiro Lula, durante evento em Johanesburgo.
O presidente brasileiro Lula, durante evento em Johanesburgo. Reuters

Foi lançada nesta sexta-feira na Casa Brasil, em Johanesburgo, a campanha internacional para divulgar a imagem do país no exterior e atrair turistas para o Mundial de 2014. Em seu discurso improvisado durante o evento, o presidente Lula mencionou problemas que os visitantes poderão encontrar no Brasil.

Publicidade

Enviado especial a Johanesburgo,

Desde o início de seu discurso, na cerimônia de lançamento da campanha internacional elaborada pela Embratur, o presidente Lula cometeu deslizes. Ao cumprimentar as autoridades, referiu-se ao prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, como governador do Estado. Lula percebeu o equívoco e emendou: "não é ainda, mas um dia poderá ser".

Ao mencionar uma das principais características do povo brasileiro, a miscigenação, Lula lembrou de algumas seleções e jogos da Copa onde não viu jogadores da raça negra. Citou como exemplo a partida entre Itália e Sérvia, tendo confundido anteriormente o nome do país e citando a Croácia. Lula comentou que o único jogador não-branco da Alemanha era o brasileiro naturalizado Cacau, mas esqueceu-se que na seleção o jogador Boateng é da raça negra, descendente de ganeses.

Ao se referir aos jogadores das duas Coreias, a do Norte e a do Sul, o presidente brasileiro viu como diferencial o fato de que em uma das seleções "uns eram mais alegres que os outros".

Lula mencionou as riquezas e variedades de paisagens que os visitantes vão encontrar e ao citar Manaus, que será uma das cidades-sede da Copa, Lula alertou os turistas que quiserem conhecer a floresta e os rios amazônicos para não "sair fora da linha porque uma sucuri destreinada" poderá surpreendê-los.

O problema da violência foi evocado quando o presidente fez um paralelo entre as dificuldades enfrentadas pelo Ministério do Turismo para atrair estrangeiros ao país e os problemas enfrentados pela indústria cinematográfica para tirar os espectadores de casa e levá-los aos cinemas."O  cidadão vai ao cinema e quando volta para buscar o carro, roubaram", disse.

O presidente ainda comentou que no Nordeste brasileiro as pessoas podem não saber falar inglês, mas não vão ter dificuldades de interação porque aprenderam a "mimicar", um neologismo usado por Lula para se referir ao fato de que os gestos de mímica podem resolver problemas de comunicação.

Durante seu discurso, o presidente ainda cutucou o ex-treinador Dunga ao dizer que tinha feito mais discursos durante o dia do que a seleção brasileira tinha jogado futebol na Copa.

No final, depois de arrancar vários risos da plateia com suas brincaderias, Lula disse que iria voltar ao seu discurso escrito para ler a frase final e concluiu com o slogan da campanha: "O Brasil está te chamando. Celebre a vida aqui.”

Campanha de divulgação da Copa de 2014

Antes do presidente Lula, o ministro do Turismo, Luiz Barreto, deu os detalhes da campanha que tem como ambição aumentar de 5 para 8 milhões o número de estrangeiros no Brasil nos próximos anos e 600 mil visitantes durante o mês de realização do Mundial, em 2014.

Foram apresentados dois filmes produzidos pelo consagrado diretor Fernando Meirelles, em que são exibidas imagens das diferentes paisagens brasileiras, das belezas naturais do país, cenas em estádios de futebol e vibração de torcedores.

O investimento de 30 milhões de dólares até o final deste ano inclui projeções dos filmes em mais de 100 países, peças publicitárias em jornais e revistas, lançamento de um livro apresentando as diferentes regiões do Brasil e até aplicativos com informações turísticas para aparelhos celulares.

A campanha terá como pontapé inicial a exibição de um filme no Youtube, um dos sites mais populares de vídeo na internet, no dia 12 de julho, um dia depois da final da Copa da África do Sul.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI