Cinema/Cannes

Festival de Cannes divulga a seleção oficial de 2011

Cartaz do 64° Festival de Cinema de Cannes, com a atriz americana Faye Dunaway.
Cartaz do 64° Festival de Cinema de Cannes, com a atriz americana Faye Dunaway. Divulgação

Foi divulgada a seleção oficial dos 20 filmes que concorrem à Palma de Ouro no 64° Festival de Cinema de Cannes, presidido pelo ator Robert de Niro, que será realizado de 11 a 22 de maio. A seleção também inclui 19 filmes que participam da mostra "Um Certo Olhar", em que o primeiro longa dos brasileiros Juliana Rojas e Marco Dutra foi escolhido.

Publicidade

Um dos mais famosos "habitués" de Cannes, o diretor espanhol Pedro Almodóvar concorre neste ano com o filme La piel que habito, ao lado do italiano Nani Moretti com Habemus Papam"e do britânico Terence Malick com El árbol de la vida. Os cineastas belgas Dardenne e a diretora francesa Maïween também estão na prestigiosa lista.

Foram programados 49 filmes na seleção oficial, dos quais 19 em competição, e 19 na seleção "Um Certo Olhar", que neste ano terá como presidente o diretor sérvio Emir Kusturica. Para fazer a escolha, os organizadores assistiram 1.715 filmes.

O diretor do festival, Thierry Frémaux, lembrou que a seleção levou em conta a grande diversidade geográfica e estilística, com a preocupação de representar o conjunto dos continentes. Nenhum filme brasileiro nem sul-americano foi selecionado.

Dois filmes em 3D fazem parte da seleção. Um longa sobre samurais, do japonês Takashi Miike, em competição, e Pirata das Caraíbas 4" com Johnny Depp e Penélope Cruz, fora de competição.

Neste ano, a presença brasileira não é das mais fortes. Nenhum filme foi selecionado para concorrer à Palma de Ouro, mas o primeiro trabalho de Marco Dutra e Juliana Rojas foi escolhido na mostra "Um Certo Olhar" e também concorrerá ao prêmio Caméra d'Or, destinado aos estreantes em longa.

Na mostra CinéFondation, Alice Furtado apresenta o curta Duelo Antes da Noite. Em outra mostra, o Pavilhão "Cinemas do Mundo", o diretor Gustavo Melo participa com A Distração de Ivan.

Casal presidencial e recorde de mulheres

O presidente Nicolas Sarkozy e a primeira dama, Carla Bruni-Sarkozy, vão estar, de uma forma ou de outra, participando do festival.

O filme que vai abrir a mostra é o que mais desperta curiosidade, por ter a primeira- dama fazendo uma ponta. Trata-se de Midnight in Paris, de Woody Allen. Já o presidente francês não deve vir ao evento, mas será a personagem principal do filme La Conquête (A Conquista, em tradução livre), do diretor Xavier Durringer, que fala da ascensão em 2007 do candidato Sarkozy até a presidência.

Um outro fato que chama a atenção neste ano é a presença de quatro mulheres cineastas na competição oficial, uma "première" em Cannes.

Seleção de Cannes 2011

Leia abaixo a seleção completa do Festival deste ano:

Em competição:

- "La piel que habito", de Pedro Almodovar (Espanha)
- "L'Apollonide - Souvenirs de la Maison close", de Bertrand Bonello (França)
- "Pater", de Alain Cavalier (França)
- "Footnote", de Joseph Cedar (Israel)
- "Once upon a time in Anatolia", de Nuri Bilge Ceylan (Turquia)
- "Le gamin au vélo", de Jean-Pierre e Luc Dardenne (Bélgica)
- "Le Havre", de Aki Kaurismäki (Finlândia)
- "Hanezu No Tsuki", de Naomi Kawase (Japão)
- "Sleeping Beauty", de Julia Leigh (Austrália). Primeiro filme.
- "Polisse", Maïwenn (França)
- "The Tree of Life", de Terrence Malick (Estados Unidos)
- "La Source des femmes", de Radu Mihaileanu (Romênia)
- "Hara-kiri: Death of a Samurai", de Takashi Miike (Japão, 3D)
- "Habemus Papam", de Nanni Moretti (Itália)
- "We need to talk about Kevin", de Lynne Ramsay (Grã-Bretanha)
- "Michael", de Markus Schleinzer (Áustria). Primeiro filme.
- "This must be the place", de Paolo Sorrentino (Itália)
- "Melancholia", de Lars Von Trier (Dinamarca)
- "Drive", de Nicolas Winding Refn (cineasta dinamarquês, produção Estados Unidos)
- "L'Artiste",de Michel Hazanavicius (França)


Fora de competição:

- "Midnight in Paris", de Woody Allen (Estados Unidos (projeção de abertura)
- "La Conquête", de Xavier Durringer (França)
- "The Beaver" ("Le Complexe du Castor"), de Jodie Foster (Estados Unidos)
- "The Artist", de Michel Hazanavicius (França)
- "Pirates des Caraïbes - La Fontaine de jouvence", de Rob Marshall
(Estados Unidos, 3D)


Mostra "Um Certo Olhar":

- "Restless", de Gus Van Sant (Estados Unidos)
- "The Hunter", de Bakur Bakuradze (Rússia)
- "Halt auf Freier strecke", de Andreas Dresen (Alemanha) - Primeiro filme.
- "Hors Satan", de Bruno Dumont (França)
- "Martha Marcy May Marlene", de Sean Durkin (Estados Unidos) - Primeiro filme.
- "Les neiges du Kilimandjaro", de Robert Guédiguian (França)
- "Skoonheid", d'Oliver Hermanus (África do Sul)
- "The Day he arrives", de Hong Sangsoo (Coreia do Sul)
- "Bonsaï", de Cristian Jimenez (Chile)
- "Tatsumi", de Eric Khoo (Singapura, desenho animado)
- "Arirang", de Kim Ki-duk (Coreia do Sul)
- "Et maintenant on va où?", de Nadine Labaki (Líbano)
- "Loverboy", de Catalin Mitulescu (Romênia)
- "Yellow Sea", de Na Hong-jin (Coreia do Sul)
- "Miss Bala", de Gerardo Naranjo (México)
- "Trabalhar Cansa", de Juliana Rojas e Marco Dutra (Brasil) - Primeiro filme.
- "L'exercice de l'Etat", de Pierre Schoeller (França)
- "Toomelah", d'Ivan Sen (Austrália)
- "Oslo, 31 août", de Joachim Trier (Noruega)

Mostras especiais:
- "Labrador", de Frederikke Aspöck - Primeiro filme.
- "Le maître des forges de l'enfer", de Rithy Panh
- "Michel Petrucciani", de Michael Radford
- "Tous au Larzac", de Christian Rouaud

Sessões da Meia-Noite:

- "Wu xia", de Chan Peter Ho-Sun (China)
- "Dias de gracia" (Jour de grâce), de Tekla Taidelli (México).Primeiro filme.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI