TEATRO

Mais uma peça atiça ira de extremistas católicos franceses

Cena da peça "Golgota Picnic", do argentino Rodrigo Garcia.
Cena da peça "Golgota Picnic", do argentino Rodrigo Garcia. DR/Davir Ruano
Texto por: Patricia Moribe
2 min

Sob proteção policial, a peça “Golgota Picnic”, do argentino Rodrigo Garcia, estreou em Toulouse. Apesar da expectativa de protestos por parte de integristas católicos, a primeira apresentação aconteceu sem incidentes.

Publicidade

A peça é considerada blasfema por um setor extremista de católicos. Cerca de 200 manifestantes se juntaram diante do teatro Garonne, mas sem interromper a apresentação. Polêmico, o argentino Garcia põe em cena cinco personagens em um palco recoberto de pães de hambúrguer com cenouras e alho-poró na cabeça e corpos pintados – vestidos ou não.

Logo no início, um dos atores da companhia argentina, La Carnicería Teatro, diz: “Quem não tem senso de humor não entende nada da vida!”. O texto não é linear, mas a um certo momento descreve Jesus Cristo “colado como um autocolante na cruz”. Em outro momento, outro trecho diz: “Ele se diz um cordeiro, mas era na verdade um demônio ferrado”.

A precaução foi tomada após a polêmica passagem de outra peça por Paris, “Sobre o conceito do rosto do filho de Deus”, do italiano Romeo Castelluci, em outubro. Os integristas chegaram a invadir o palco para denunciar o conteúdo anticristão da peça. Nos dias seguintes, a segurança foi reforçada dentro e fora do teatro de la Ville, no centro da capital.

"Golgata picnic" estreia em Paris no dia 8 de dezembro.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI