Cinema/Brasil

Glauber Rocha ganha retrospectiva em Paris

Cena de "Barravento", filmado em 1962.
Cena de "Barravento", filmado em 1962. Glauber Rocha

O museu Jeu de Paume, em parceria com o Festival de Outono e a embaixada do Brasil, está apresentando até 18 de dezembro uma retrospectiva dos filmes do revolucionário diretor que foi o porta-voz do Cinema Novo. Suas obras fortes revelaram ao mundo uma face desconhecida do país. 

Publicidade

A retrospectiva de Glauber Rocha em Paris será uma oportunidade para os cinéfilos assistirem filmes que são raramente apresentados, pertencentes aos arquivos do acervo Tempo Glauber, do Rio de Janeiro. Entre eles, a "Idade da Terra", longa que causou um verdadeiro escândalo no Festival de Veneza de 1980. Os cineastas Joel Pizzini e Paloma Rocha, filha de Glauber, estão na capital francesa e participarão de debates após a projeção do documentário "Anabazys", sobre a filmagem da "Idade da Terra".

Durante a mostra, não serão projetados apenas os filmes famosos de Glauber, como "Pátio", de 1959, "Barravento", de 1962, entre outros. Longas raros também poderão ser vistos como "Câncer" e "Cabeças Cortadas", os documentários sobre o escritor Jorge Amado e o pintor Di Cavalcanti, assim como a obra monumental e inacabada "História do Brasil".

Glauber Rocha morreu em 1980, aos 41 anos.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI