França/Cultura

Philippe Djian ganha prêmio Interallié com romance violento

O escritor Philippe Djian, laureado com o prêmio Interallié neste 14 de novembro de 2012.
O escritor Philippe Djian, laureado com o prêmio Interallié neste 14 de novembro de 2012. Gallimard

O escritor Philippe Djian foi laureado nesta quarta-feira com o prêmio Interallié de literatura com seu livro "Oh...", publicado pela editora Gallimard. A pena afiada e impiedosa do escritor relata a história de uma mulher mergulhada em uma espiral de violência, sexo e morte.

Publicidade

Todo vestido de preto, o autor veio de Genebra, na Suíça, para receber o prêmio. Irônico, ele reconheceu "que costuma dizer que não liga para prêmios, mas que quando ficou entre os finalistas, começou a acreditar que poderia ganhar". Djian também estava entre os finalistas do Prêmio Médicis, concedido na semana passada a Emmanuelle Pireyre.

A escolha do júri abriu uma excessão ao escolher Philippe Djian pois, em geral, o prêmio Interallié é concedido apenas a escritores que são jornalistas.

Djian, que já publicou doze romanceses na Gallimard, é bem conhecido na França pois teve o seu romance "37°2 le matin" adaptado para o cinema em 1986 par Jean-Jacques Beineix. Eclético, ele também escreve letras de músicas e acaba de colaborar com várias canções no disco de seu grande amigo, o rockeiro suíço Stephan Eicher.

A história do livro

Pela primeira vez, em "Oh...", última palavra pronunciada pela heroína do romance, Djian narra uma história na pele de uma mulher. O romance conta trinta dias de uma vida intrépida em que sexo e morte se cruzam. Michelle, a narradora, acaba de ser estuprada. Ela dirige uma agência de roteiristas, sustenta a família e expulsa o marido de casa quando ele a agride. No entanto, ela aceitará, em seguida, continuar a ser violentada pelo seu algoz.

Michelle também tem uma relação com o marido de sua melhor amiga, um filho que rapta o bebê da esposa, uma mãe de 75 anos com amantes muito jovens e um pai na cadeia por ter massacrado crianças.

Bem além do contexto familiar, que é um verdadeiro pesadelo, Philippe Djian enfoca com raro talento a personalidade desta mulher encurralada em relações tortuosas com homens.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI