Acesso ao principal conteúdo
França/Teatro

Emma Dante seduz Festival de Avignon com peça em dialeto siciliano

Cena do espetáculo “As Irmãs Macaluso”, de Emma Dante, que fez sucesso nesta edição do Festival de Avignon.
Cena do espetáculo “As Irmãs Macaluso”, de Emma Dante, que fez sucesso nesta edição do Festival de Avignon. Christophe Raynaud de Lage / Festival d'Avignon
Texto por: Maria Emilia Alencar
3 min

“As Irmãs Macaluso” é o título de um dos grandes sucessos desta edição do Festival de Avignon. A diretora italiana Emma Dante apresenta um espetáculo poético, inspirado nas famílias pobres de Palermo, cidade onde nasceu e trabalha com sua companhia. A peça será apresentada na próxima Mostra Internacional de Teatro de São Paulo, em 2015.

Publicidade

Emma Dante não recorre a cenários espetaculares para apresentar essa história de sete irmãs unidas por uma tragédia familiar que navegam entre risos e luto. É com muito despojamento em cena que ela consegue comover os espectadores. A peça é interpretada quase que integralmente no dialeto de Palermo e trata não só da miséria social, mas do papel da mulher no sul da Itália.

O espetáculo começa e termina com um solo de dança fúnebre, pois a morte é também uma temática central desta criação que, no entanto, não tem nada de uma tragédia. Os fantasmas não só coabitam com os vivos, como os consolam nessa fábula social que fala dos excluídos da Europa.

"A família é o centro de tudo"

“A família é minha obsessão temática”, diz Emma Dante em entrevista à RFI. “É o centro de tudo, é onde as pessoas se formam, se constroem. E, ao explorar as falhas da família, eu exploro também as falhas da sociedade”, acrescenta ela.

A criação de Emma alterna um equilíbrio sutil entre a melancolia e o humor feroz. O lado poético vem da maneira como ela se apropria da cultura de Palermo, não só pelo uso do dialeto local, mas também pelo recurso ao teatro de marionetes siciliano “A Opera dei Pupi”, forma teatral popular que influencia a interpretação e a dança de algumas personagens femininas.

Os mortos da família Macaluso são anjos e o mais interessante de todos é a mãe das sete mulheres, que coloca batom e pede para as filhas viverem mais intensamente e mais felizes. Emma Dante ressalta que a mãe é uma personagem “acima de todos”, e por isso mesmo é a única que fala italiano na peça.

“Na Sicília, uma mãe de sete filhos é uma mulher que perdeu o vigor físico, ela é gorda, sem sensualidade. Eu quis construir justamente uma personagem diferente, uma mulher bonita, refinada, que fala italiano, uma língua pura em relação à língua considerada, simbolicamente, bastarda que é o dialeto de Palermo”, explica a diretora.

Emma Dante é atriz, diretora de teatro, autora de romances e cineasta. Seu primeiro filme, “Palermo” (cujo título original é “Via Castellana Bandiera”), adaptação do seu romance escrito em 2008, foi apresentado na Mostra de Veneza e está atualmente em cartaz na França.

“As Irmãs Macaluso” é apresentada no Festival de Avignon até 15 de julho. A peça estará em cartaz na Mostra Internacional de Teatro de São Paulo de 6 a 11 de março de 2015. 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.