Música/Morte

Ícone do blues Johnny Winter é encontrado morto na Suíça

Johnny Winter, cantor e guitarrista de blues, morre aos 70 anos.
Johnny Winter, cantor e guitarrista de blues, morre aos 70 anos. REUTERS/Heino Kalis/Files

O cantor e guitarrista Johnny Winter foi encontrado morto em um hotel perto de Zurique, na Suíça. Ícone do blues e estrela de Woodstock, o músico tinha 70 anos de idade. As causas da morte ainda não foram reveladas.

Publicidade

A notícia da morte do músico foi divulgada por meio de um comunicado em sua página no Facebook. Segundo a nota, ele morreu na quarta-feira (16). “Sua mulher, sua família e os membros de seu grupo estão transtornados pela perda de um ente querido e de um dos maiores guitarristas do mundo”, informou o texto.

Um porta-voz da polícia de Zurique confirmou que o corpo do cantor foi encontrado em um quarto de um hotel de Bulach, uma pequena cidade ao norte de Zurique, perto do aeroporto do cantão suíço. Uma autópsia deve ser realizada para determinar as causas da morte, mas os primeiros elementos da investigação apontam para “razões médicas”. A página do músico no Facebook avisou que um comunicado oficial será divulgado em breve.

Considerado um dos melhores músicos de blues do mundo, Winter ficou conhecido graças à revista Rolling Stone, que em 1968 publicou uma crítica na qual o apontava como um dos artistas, junto com Janis Joplin, “mais eletrizantes” de sua geração. Albino e com o corpo coberto de tatuagens, o texano também ganhou fama após sua participação no festival de Woodstock.

O músico havia retomado sua carreira em 1973, após uma pausa provocada por uma série de problemas ligados ao uso de drogas. Uma turnê para o lançamento de seu novo disco, "Step Back", deveria começar em setembro, com a participação de convidados de peso, como Ben Harper e Eric Clapton.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI