Acesso ao principal conteúdo
Economia/Grécia

Nuvem vulcânica atrasa discussões sobre empréstimo à Grécia

AFP
Texto por: Patricia Moribe
2 min

As discussões sobre as modalidades de ajuda financeira à Grécia vão começar em Atenas na quarta-feira, ao invés desta segunda-feira, como previsto. O adiamento foi causado pela nuvem de cinzas vulcânicas.

Publicidade

As delegações da União Europeia, Fundo Monetário Internacional e Banco Central Europeu vão se encontrar com os representantes gregos para discutir condições técnicas e a coordenação do mecanismo de ajuda do bloco europeu e FMI ao país, anunciado no último dia 25 de março.

A viagem foi decidida depois que o governo grego resolveu inciar os preparativos para ativação eventual desses mecanismos, diante das dificuldades de Atenas em conseguir empréstimos no mercado.

Após a emissão na semana passada de bônus do Tesouro, a Grécia conseguiu levantar €1,5 bilhão. O país vai voltar a emitir a mesma quantidade de bônus nesta terça-feira.

Essas quantias ainda estão longe dos €11,5 bilhões que o país precisa até maio para cobrir sua enorme dívida pública - atualmente em 113% do PIB - e buracos orçamentários.

O plano de ajuda europeu e do FMI, durante três anos, prevê créditos europeus de até € 30 bilhões, com taxa de juros de 5% em 2010.

O FMI pode particiar com até €15 bilhões, com juros atraentes de 3,26%, no momento, mas só se a Grécia adotar novas medidas de austeridade.

No sábado, o premiê grego Georges Papandreou voltou a dizer que nenhuma decisão oficial para pedir o empréstimo foi tomada, mas tudo deverá estar pronto, se preciso.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.