Acesso ao principal conteúdo
Banco Mundial/preço de alimentos

Alta do preço de alimentos leva mais 44 milhões de pessoas à pobreza

Banco Mundial alerta para aumento do preço dos alimentos no mundo.
Banco Mundial alerta para aumento do preço dos alimentos no mundo. Reuters
Texto por: Taíssa Stivanin
2 min

Enquanto o bloco europeu tenta equilibrar suas contas após a crise econômica, o Banco Mundial alerta para uma nova alta no preço dos alimentos, que subiram em média 15% no último trimestre.

Publicidade

Segundo o presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick, a alta dos preços dos alimentos deve afetar cerca de 44 milhões de pessoas em 2011. O preço dos alimentos subiu em média 15% de outubro de 2010 a janeiro de 2011, apenas 3% abaixo dos valores registrados em 2008. Mas desta vez, a alta não é um fenômeno global. Na Ásia, em algumas regiões da América Latina e no leste da Europa, o aumento dos preços é submetido a pressões inflacionárias, e na África subsaariana, por exemplo, as boas colheitas desse ano evitam uma explosão dos preços.

De acordo com Zoellick, os líderes dos países ricos ainda não se conscientizaram dos desafios políticos e econômicos que a alta do preço dos alimentos representa para as nações em desenvolvimento, que gastam cerca de 3/4 de seus ganhos na compra de produtos de primeira necessidade.

O Banco Mundial reativou recentemente seu sistema de financiamento de emergência para os países pobres. Apesar do impacto do preço dos alimentos ter sido menor nos países africanos, um aumento do preço do petróleo poderia gerar uma alta nas tarifas do transporte público e insumos agrícolas.

Diversos fatores contribuem para a crise dos alimentos. Entre eles, estão o aumento da população mundial, a alta do petróleo, a especulação financeira, as condições climáticas e o consumo de biocombustíveis.O Brasil, particularmente, beneficia do alto preço das commodities. Recentemente, em Davos, especialistas alertaram para o risco de uma crise no país caso haja uma queda no preço das matérias-primas .
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.