Economia/Bilionários

Luxo leva francês a 4° lugar no ranking das fortunas da revista Forbes

Reuters/ RFI

O empresário francês Bernard Arnault, presidente da marca de luxo LVMH (Louis Vouitton-Moët Hennessy) assumiu a quarta posição na lista dos maioires bilionários do mundo publicada nesta quarta-feira pela revista especializada Forbes. Pelo segundo ano consecutivo, o empresário mexicano Carlos Slim lidera o ranking que mostrou como grande novidade o crescimento de fortunas nos chamados países do grupo BRIC, que reúne as maiores economias emergentes.

Publicidade

Aos 61 anos, Bernard Arnault assume a quarta-posição do ranking das maiores fortunas do mundo, dois dias após o anúncio de que a marca LVMH adquiriu a Bulgari, joalheria de luxo italiana, em um negócio estimado em 4,3 bilhões de euros.

Formado pela escola Politécnica na França, Arnault começou sua carreira empresarial desenvolvento uma empresa familiar no setor da construção civil.

No final dos anos 80 ele conquista a presidência da LVMH após uma longa batalha jurídica devido a brigas envolvendo dirigentes das duas empresas, a Louis Vuitton e a Moët Hennessy.

O grupo atualmente detém mais de 60 marcas no setor de luxo, incluindo grifes de roupas, champagne e perfumes. A LVMH emprega mais de 80 mil pessoas em todo o mundo.

Brics em alta

Os países do Bric, grupo formado pelo Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul tem cada vez mais bilionários, segundo o ranking anual divulgado pela revista Forbes.

A publicação ressalta a crescimento do número de bilionários entre os países emergentes. Só para dar uma ideia, a capital russa, Moscou, com 79 bilionários supera Nova York, com 58.

A China, por exemplo, dobrou o numero de bilionários no ano passado, com 115 em seu território. A Rússia conta com 101 bilionários (60 no ano passado) enquanto na Índia eles passram de 49 para 55.

O Brasil contaria com 30 bilionários, segundo a revista. O principal deles é o empresário Eike Batista que é o oitavo homem mais rico no mundo com uma fortuna avaliada em 30 bilhões de dólares.

Um número que não para de crescer e que é ainda mais visível por causa das normas mais restritas sobre a transparência ligada à renda dos mais ricos no país. A valorização do real também teria ajudado a aumentar o número de bilionários brasileiros.

O homem mais rico do mundo continua sendo o mexicano Carlos Slim., com 74 bilhões de dólares na conta bancária. Ele é seguido por Bill Gates, o fundador da Microsoft, com 58 bilhões.

Segundo a Forbes, o mundo tem atualmente 1.210 bilionários, um recorde absoluto nos últimos 25 anos.

1. Carlos Slim (México)$74 bilhões
2. Bill Gates(EUA)$56 bilhões
3. Warren Buffett(EUA)$50 bilhões
4. Bernard Arnault(França)$41 bilhões
5. Lawrence Ellison(EUA)$39,5 bilhões
6. Lakshmi Mittal(Índia)$31,1 bilhões
7. Amancio Ortega(Espanha)$31 bilhões
8. Eike Batista(Brasil)$30 bilhões
9. Mukesh Ambani(Índia)$27 bilhões
10. Christy Walton(EUA)$26,5 bilhões

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI